23 comentários:
De [s.n.] a 29 de Julho de 2011
Espaço, limpeza, simetria, solidez, qualidade das construções e do material, perfeição na execução, conservação. Numa palavra: grandeza quanto baste. Não que haja aqui uma beleza de espantar. Não. O que há, pressente-se através da fotografia - e esta era a pura realidade - é segurança, harmonia, sossêgo, paz e ordem. O suficiente para qualquer um se sentir feliz. Tudo isto foi deitado a perder. Uma lástima. E que saudades do tempo em que esta Praça era assim. Foi-se para nunca mais.
Esta era quase a 'minha' Praça. O outro espaço também 'meu', um pouco mais abaixo, era a Alameda D. Afonso Henriques. Nós morávamos entra uma e outra. E o resto da família nas avenidas e praças em redor: Areeiro, Praceta João do Rio, Alameda, Guerra Junqueiro, Praça de Londres, João XXI, Av. de Roma, etc.

Parabéns pela lindíssima fotografia.
Maria
De Bic Laranja a 29 de Julho de 2011
Ora essa. Mérito aos obreiros destas avenidas novíssimas, ao fotógrafo que as fixou e a quem no-la pôs agora ao dispor. Dar com esta ontem fotografia e partilhá-la foi um acaso da frotuna.
Cumpts.

Comentar