8 comentários:
De Luísa a 15 de Agosto de 2011
No fim de um dia de trabalho longo e cansativo, sabe bem ler coisas assim, tão simples mas tão bonitas! Senti-me reconfortada com esta história. ;)
De Bic Laranja a 15 de Agosto de 2011
Muito obrigado! É o melhor comentário que poderia receber.
Cumpts.
De Luísa a 16 de Agosto de 2011
Não tem que agradecer, caro Bic.
Sou 200% apologista do elogio claro às coisas que nos agradam. Isso faz bem a quem lê/ouve, mas também atrai energia positiva para quem escreve/diz.
Saudações!
De Bic Laranja a 16 de Agosto de 2011
:) Cumpts.
De Raquel Delicado a 18 de Agosto de 2011
Gosto muito de consultar o s/blog que descobri através do "Ruas de Lisboa com Alguma História".
Este post comoveu-me também o meu pai que teria agora 99 anos fazia os serões lá em casa (em Lisboa) a ler e contar Histórias algumas passadas na nossa aldeia (a que ilustra o post)
De Bic Laranja a 18 de Agosto de 2011
Obrigado pelo seu apreço.
Cumpts. :)
De B Gonçalves a 19 de Agosto de 2011
Bons velhos tempos da minha infância passados aqui na Azinhaga e no Pombalinho - em casa dos meus padrinhos. recordo ir caçar codornizes logo quando se passava o Almonda , creio que neste local, pois tem ainda hoje umas escadas que dão acesso directo á margem do rio. Morava nessa rua. Uma casa comprida que tinha junto, na esquina, um engenho de tirar água.
De Bic Laranja a 19 de Agosto de 2011
Cuido que as escadas são mais adiante. Este é o largo do lavadouro, mais ou menos por trás da praça.
Cumpts.

Comentar