9 comentários:
De Zephyrus a 25 de Setembro de 2011
Não deveria ser o português europeu o exemplo a imitar pelas ex-colónias e pelo Brasil?
De Bic Laranja a 25 de Setembro de 2011
Não há «português europeu». Há português e variantes ultramarinas.
Portugal só pode ser exemplo matricial do português; equivaler como variante o idioma de Portugal é absurdo pois é a matriz. Quem duvide (em Portugal ou alhures) tem complexos culturais mal resolvidos. «Lusofonias» ou «condomínio línguísto» são devaneios demenciais. Todos são donos do idioma que falam, mas se se afastam da matriz, que sentido faz chamarem-lhe português? Só se for por esbulho e má fé.
Cumpts.
De Zephyrus a 25 de Setembro de 2011
Tem razão. Agradeço o eslarecimento. Nunca mais cometerei o erro.

Comentar