29 comentários:
De Attenti al Gatti a 4 de Dezembro de 2011
Afinal estava lá a pista, Cedí ao facilitismo do perguntar. A ser no actual Pingo Doce da Rua Carlos Mardel, foi anteriormente a garagem da falecida, suponho, Sorel, representante em Portugal da General Motors, onde se incluía a Opel, por exemplo.
Na foto reconheço a inconfundível "arrastadeira", alguns Fiat, Austin e mais nada.
A.v.o.
De Carlos Portugal a 5 de Dezembro de 2011
Caro Attenti Al Gatti:
Não posso afirmar se seria a da Sorel, mas que há lá vários Opel Olympia e alguns Chryslers, isso há...
Cumprimentos.
De Attenti al Gatti a 8 de Dezembro de 2011
Caro Carlos Portugal
Se não me falha a memória, foi como oficina da Sorel que esse edifício, pelos vistos construído de raíz para tal fim, encerrou o seu ciclo como garagem, dezenas de anos depois da data da foto.
Quanto aos veículos, reconheço muito poucos, aqueles que na minha infância já eram considerados "calhambeques", talvez por influência da canção homónima de Roberto Carlos. Os outros são-me completamente estranhos. Este tipo de fotos causa-me sempre um aperto no coração. É que eu, juntamente com outros putos lá do bairro, ajundei a vandalizar, inconscientemente, um Studbaker vermelho e um outro carro americano, preto, talvez um Ford. Lembro-me, confragidamente, da crina do enchimento dos assentos e do barulho dos tampões das rodas a rebolarem pelo chão. Para não falar do resto. E assim se foi o que agora valería muito dinheiro.
De Carlos Portugal a 5 de Dezembro de 2011
Caro Attenti al Gatti:
Parece que terá sido mesmo a da Carlos Mardel, e a diversidade de modelos e marcas dever-se-à ao serviço de recolha de automóveis:
http://restosdecoleccao.blogspot.com/2009/08/garagem-imperial.html
Uma das fotos, em que se vê a varanda de onde foi tirada esta vista, corresponde perfeitamente à posição da saída para os elevadores do actual parque de estacionamento do Pingo Doce, assim como as clarabóias, ainda existentes. E a estreiteza da fachada, hoje alterada, assim como o prédio ao lado e a disposição transversal do pavilhão da garagem também coincidem...
Cumprimentos.
De Bic Laranja a 5 de Dezembro de 2011
Naquelas terras tenho notícia duma Metalúrgica Portugal há c. de 100 anos, quando se começaram a urbanizar aquelas paragens. Não sei se mais ali se mais para as garagens da Rua Actor António Cardoso.
Pelos anos 60 na garagem havia umas bombas da Sacor.
Cumpts.

Comentar