9 comentários:
De Luísa a 9 de Dezembro de 2011
Houve o filósofo, o jogador de futebol (eu só soubde deste há dias, quando noticiaram a sua morte) e há o palhaço, pois nunca ouvi falar de um verdadeiro político com o memos nome...
(e parece que ele já veio dizer que não era bem isso que ele queria dizer!!)
De Bic Laranja a 9 de Dezembro de 2011
E quando os castelhanos souberem que disse que Espanha era pequena há-de vir desdizer-se outra vez. Enfim, melhor é nem lhe passar mais cartão.
Cumpts.
De [s.n.] a 10 de Dezembro de 2011
Quando eu leio por aí que este cretino sem cultura política ou qualquer outra, que, diz-se à boca pequena, está a adquirir "bagagem" universitária em Paris... para se candidatar a presidente da república em 2016!!!, fico estarrecida. Mas será isto possível?!? Mas está tudo doido neste país? E o mais espantoso (ou talvez não) é que ninguém com prestígio e autoridade suficientes se revolta contra a completa inversão de valores em que, graças a políticos da pior extracção, estamos mergulhados desde há quatro décadas. Mas que raio de país é este que se prepara(?) para colocar na presidência da república(!!!) alguém que, além de dramàticamente ignorante e desavergonhadamente corrupto, é escolhido por gente que se rege por interesses obscuros, como aliás tem sucedido com todos os cargos políticos em Portugal, alienando tanto a salvaguarda dos seus direitos como povo quanto a sua soberania como Nação?
Sabe-se que os mundialistas, por interpostas maçonarias de cada país, colocam sempre os primeiro-minitros escolhidos a dedo para dirigir as chamadas democracias (e as tiranias, mas nestas vão direitos a presidentes) reservando-lhes para mais tarde o cargo de presidentes da república... Não são precisos exemplos porque eles são conhecidos de todos, já que são a realidade em quase todos os países do mundo, com especial destaque para o nosso.
Perante semelhante cenário, catastrófico para a Europa, porque será que ninguém se revolta contra esta conspiração mundial que está a reduzir a cinzas lenta mas inexoràvelmente a soberania das Nações europeias? O que nos espera a médio prazo, caso estes bandidos não sejam travados com a urgência requerida? Isto: povos orgulhosos durante séculos da sua independência e soberania, uma vez estas usurpadas do pouco que ainda lhes resta, arrastar-se-ão quais mortos-vivos sem nada que os prenda à vida, por um Continente irremediàvelmente perdido.

Um dia destes li no excelente Estado Sentido a transcrição de uma frase proferida por Jean Monnet em 1952!!, que quase me deixou sem fala não fora o facto de conhecer de sobejo a massa pútrida de que são feitos os donos do mundo e os seus serventuários, este incluído.
Tive que ler a frase duas vezes (já estou como o outro) para me convencer de que a tinha interpretado correctamente...

Eis a citação:

"As Nações europeias deveriam ser CONDUZIDAS na direcção de um SUPER-ESTADO SEM QUE OS SEUS POVOS COMPREENDAM O QUE ESTÁ A ACONTECER. ISTO PODE ACONTECER ATRAVÉS DE PASSOS SUCESSIVOS, CADA UM DISFARÇADO POR UM OBJECTIVO ECONÓMICO, os quais eventual mas IRREVERSIVELMENTE conduzirão ao FEDERALISMO". (as maiúsculas são minhas)

(Discurso na Liga das Nações, Abril de 1952)

Que tal este maquiavélico discurso a tantos anos de distância e o seu diabólico objectivo que, passo a passo, tem vindo a concretizar-se tal e qual desde então? E que tal esta outra facada nas costas dos povos europeus crentes da sua absoluta independência e inalienável soberania?

Obs.: Note-se que este discurso foi proferido na mesma década em que os bilderbergers se reuniram pela primeira vez já com a agenda mundialista completamente redigida. Melhor, as decisões nesta primeira reunião foram só o corolário das inúmeras catástrofes artificiais levadas a cabo pela mesma seita conjecturadas nas múltiplas reuniões secretas realizadas durante as cinco décadas precedentes* e as muitas mais perspectivadas para as cinco subsequentes, como desde essa época até hoje foi patente em todo o mundo.
Maria

*Ou, para sermos mais exactos, começadas três centúrias antes.


De Alves Pereira a 10 de Dezembro de 2011
Para variar, tem a minha amiga toda a razão... só lhe faltou a cereja no bolo: dizer como, e em que circunstâncias, é que essa alimária foi parar a uma Escola de tanto prestígio que, ao que sei, aceita apenas cerca de 10% dos candidatos... isso só reforçaria a sua tese.
Agora quanto à possibilidade de "esse" vir a ser PR , já estou por tudo; afinal, tenha em mente que o país está praticamente fechado para obras e a nação só está um passo atrás; assim, seria para admirar? tristemente, acho que não.
Que a sua mão nunca se canse e a pena se não gaste. Continue!
Cumpts
De Alves Pereira a 12 de Dezembro de 2011
Voilà mon cher Bic … en ce qui me concerne, tout est très bien ) éclairci.
Comme portugais, ça me fait rougir de honte.
Cumpts
De anónimo a 18 de Dezembro de 2011
Ai!
Agora somos todos ingénuos, não?
De [s.n.] a 10 de Dezembro de 2011
O 'cartoon' não podia estar melhor pela oportunidade. Uma maravilha!
Maria
De Alves Pereira a 10 de Dezembro de 2011
Sem dúvida nenhuma, uma obra-prima!... parabéns ao autor, se bem que eu ache que estamos a gastar cera com (muito ) mau defunto. A única coisa avisada a fazer, é ignorar "isso", pois a sua vaidade é tal que o pior que se lhe poderia fazer era fingir que não existe.
Cumpts

Comentar