Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

Há (ah!) grandes vidas!

 Visitou-me um bom amigo, velho patriota, a desejar um bom Natal. Procurou-me se já assignara eu a petição que a Sociedade Historica poz a correr contra abolirem o 1.º de dezembro. Assignei-a de immediato e empenhadamente, mas confesso um desalento: eu sou português (ainda hão de sobrar aí uns quantos) mas as bestas que tomaram Portugal de assalto são doutra raça e obedecem a domno que não é de cá. O caso é que depois de os entreguistas de 74 terem assignado a capitulação em 85, Portugal acabou. E a final, veja o benevolo leitor, os tratantes não liquidaram a patria para melhorar a vida dos portugueses. Está bom de ver que foi só por serem elles uns folgazões, desejosos de reinar co' a gente.
 

Cavaco, «Vida fácil», in «Público, 21/XII/2011.

(Jornal Público, 21/XII/2011.) 

Escrito com Bic Laranja às 18:13
Verbete | comentar
9 comentários:
De [s.n.] a 21 de Dezembro de 2011
Cambada de ladrões, traidores e criminosos, é o que são de facto os 'democratas' que fingem que nos governam. Eles não vieram salvar a Pátria das "garras" do "faxismo", eles vieram, como bons bandidos que são, descapitalizar o país, virar do avesso a ordem estabelecida, abrir as portas de par em par aos traficantes, ladrões e criminosos do que há de pior, entregar o país ao capitalismo selvagem, ou seja, à seita mundialista e finalmente e mais importante, encherem até abarrotar as suas contas secretas em off-shores, com os biliões sacados dos cofres do Estado, barras de ouro incluídas. Dinheiro e ouro, estes, pertença dos portugueses à guarda do Estado.

Se existir Justiça neste mundo, este bando de gangsters do pior extracto - que o nosso país teve um dia a desgraça de admitir como governantes - tem que forçosamente um dia ser julgado, mas com outro regime e com políticos, outros, escolhidos a dedo dentre os portugueses de bem.

Os bandidos (justa designação dada por Mª Filomena Mónica numa entrevista televisiva) lá tinham a sua razão em querer meter-nos à força, primeiro na CEE, depois na U.E. (sem consulta ao povo nem referendos de qualquer espécie). Além de estarem protegidos por outra cambada da mesma família mafiosa europeia, é facto e eles repetem à exaustão... que é perigosíssimo para o país, dela sair! Isto só serve para provocar o MEDO nas populações (esta é uma ameaça que está sempre presente nas democracias, é assim que as controlam e simultâneamente lhes trazem bastos benefícios políticos) mas não há no clausulado do Tratado europeu nada que diga que não o podemos fazer. Entretanto eles metem medo, sempre o medo, sobretudo aos países do Sul da Europa - começando por esse cínico, ganancioso e traidor Soares, seu defensor acérrimo e primeiríssimo proponente, não havia ele de ter sido?!!... - cujos povos andam a clamar há anos querer sair do euro e se for caso disso da própria União, com o papão da desgraça e miséria colectiva de cada um desses países e que caso o façam é o colapso total das suas economias do qual muito difìcilmente recuperarão!!!

É do medo, sempre o medo, constantemente inculcado nos povos, que eles se vão valendo para ir evitando as anulações dos "Tratados" e com isso se perpetuarem no poder décadas seguidas. Eles, família, a côrte de apaniguados, amigos e familiares destes.

É deste modo que mais parece um filme de ficção, não fora estarmos ante a cruel e pavorosa realidade, que, a mando dos donos do planeta, o mundo, com a Europa à frente do pelotão, está a caminhar à velocidade da luz para o seu fim sem que os respectivos povos se apercebam. Esta foi desde sempre a ambição máxima dos mundialistas por interpostas maçonarias no terreno: destruir a humanidade em poucas décadas sem que esta tenha a mínima percepção dos processos horrendos, repito horrendos, nela envolvidos.
Maria
De Alves Pereira a 22 de Dezembro de 2011
Mais uma vez, Maria, só lhe posso dizer, e, desta vez sem hipérboles, "chapeau"!
Cumpt
De Bic Laranja a 23 de Dezembro de 2011
Os devoristas, como pôs o Pulido Valente, são uma raça danada que se aqui entranhou e que, salvo no tempo do dr. Salazar, desde as invasões napoleónicas nos sugam a identidade e a pátria.
É Natal. Haja esperança.
Feliz Natal.
De 1143 a 22 de Dezembro de 2011
Hoje tive de ir aos correios , na porta estava uma placa que dizia haver uma " esposição " na biblioteca , ao lado num restaurante , o prato era "xurrasco " , eis o novo acordo no seu melhor .
De Bic Laranja a 23 de Dezembro de 2011
É singelo erro. Pelo dito «acordo» seria «barbicu».
Feliz Natal.
De George Sand a 22 de Dezembro de 2011
Um feliz Natal.
De Bic Laranja a 23 de Dezembro de 2011
Igualmente. Obrigado!
De João Amorim a 23 de Dezembro de 2011
caro Bic

Inspire, ainda vai ter que ver os netos de Abril a xuxarem bem esta república; a táctica é lambuzar mas deixar as migalhas para calar as consciências...
De Bic Laranja a 23 de Dezembro de 2011
Já ultrapássamos essa táctica. A boa prática agora é foçar, foçar, foçar.
Feliz Natal.

Comentar

Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
21
23
25
26
27
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____