Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

Subsídio de férias!

Desembarque de caixotes com ouro destinados ao Banco de Portugal («O Século, 31/III/1937)
O desembarque de caixotes com ouro destinado ao Banco de Portugal, Porto de Lisboa, 1937.
A.N.T.T., Dp6/Sl1/Arm1 (O Século, 31/3/1937).

Escrito com Bic Laranja às 17:00
Verbete | comentar
13 comentários:
De Daniel João Santos a 18 de Janeiro de 2012
agora é ao contrário. Carregam o ouro para muito longe.
De Bic Laranja a 18 de Janeiro de 2012
Qual ouro?
Cumpts.
De Inspector Jaap a 18 de Janeiro de 2012
Só se for o ouro da nossa cultura que estes facínoras enterraram.
Cumpts
De Inspector Jaap a 18 de Janeiro de 2012
Já que o propriamente dito já voou ou está hipotecado aos novos senhores que aqui reinam agora.
Cumpts
De [s.n.] a 19 de Janeiro de 2012
Imagine-se hoje em dia em Portugal, com os ladrões à solta aos milhares, políticos incluídos, caixotes cheios de barras de ouro a serem transportados de um lado para o outro, só com dois ou três guardas a supervisionarem a operação e outros tantos curiosos a observarem a tarefa?!? Não dariam tempo aos carregadores de sequer respirar quanto mais de começar a descarregar os caixotes...


Metade das barras d'ouro - cerca de 900 toneladas na totalidade - começaram a voar logo que o Soares entrou a governar, senão mesmo antes. Mais de metade já se foi há muito. Diz-se que uma boa parte dele seguiu para a União Soviética - como aliás muitos outros bens e valores, pertenças absolutas do Estado Português - com a benção de Soares que era quem mandava e manda em Portugal, além de amigo do peito de Cunhal e amantíssimo camarada de partido.

Vistas bem as coisas esses seus favores aos comunistas só eram naturais. Ele próprio já disse inúmeras vezes que foi comunista na juventude... (e pode acrescentar que nunca deixou de o ser). Sabe-se que a determinada altura do período revolucionário, com Carlucci à perna (outro bandido onde os há) teve que mudar de agulha por imposição dos americanos que não admitiam um regime comunista na Península Ibéria. Travestir-se de socialista e a seguir de social-democrata de primeiríssima água foi um instantinho. Para logo de seguida e aproveitando a onda, (as)segurar os altos cargos políticos que lhe foram entregues de mão beijada e deleitar-se com o prestígio, as benesses e as mordomias que tais cargos sempre proporcionam.

A partir daí só nos restou, como povo, observar impotente o país a estilhaçar-se aos bocadinhos. Ele deve ter feito um pacto de sangue com Cunhal (ou com o diabo, já que não acredita em Deus) assegurando-lhe que o projecto maquiavélico para Portugal, que ambos gizaram em Paris um ano antes, realizar-se-ia ponto por ponto estivesse ele vivo ou morto. E foi o que sucedeu.

Portugal começou a afundar-se a partir do dia em que esse bandido e seus cúmplices puseram os pés neste chão sagrado. E nunca mais parou até que viram a sua maldita 'obra' acabada.

O que aconteceu ao nosso país por culpa exclusiva desse desterrado e de mais uns tantos pulhas como ele, foi uma maldição sem precedentes na sua longuíssima História. Mas mais do que nos despedaçarem o país, esta já de si uma catástrofe de dimensões bíblicas, ainda nos destruíram a alma. E nem que fosse só por um crime destes, um crime sem perdão, justificava-se plenamente um castigo à altura para todos os traidores. Aquele que se aplica em todo o mundo aos traidores à Pátria. Aí, sim, seria feita Justiça. A Justiça devida.
Maria
De Inspector Jaap a 19 de Janeiro de 2012
Na "mouche"... para não variar.
Cumpts
De [s.n.] a 19 de Janeiro de 2012
E eu muito agradecida pelo apoio, para não variar...
Maria
De George sand a 19 de Janeiro de 2012
Ninguém se lembra de perguntar aos Futre...vai que vai vir barcos também...
De [s.n.] a 20 de Janeiro de 2012
Futre não me passou procuração para o defender, mas, como uma pessoa imparcial que honestamente me julgo no que a esta matéria específica diz respeito, permito-me dar a minha modesta opinião.

Futre é uma pessoa d'origem muito humilde conforme ele já frisou mais do que uma vez. Também tem dito que é muito pouco instruído. Numa conversa antes do programa dele ter começado, até disse qualquer coisa como: "eu não sei falar português correctamente, vocês sabem que eu não estudei...". Estas palavras são sinónimo de humildade, de sinceridade e de muita verdade. E nem uma pitada de sobranceria ou de egocentrismo, defeitos de que infelizmente padece a maior parte dos futebolistas e de muita gente outra, ligada ou não ao futebol. Os políticos, por exemplo, para não irmos mais longe...

Em seu benefício devo ainda acrescentar que o seu modo genuíno e despretensioso de contar piadas e sobretudo de relembrar episódios engraçadíssimos que lhe aconteceram enquanto jogou em Espanha, são de rir e chorar por mais. E bem que os portugueses precisam de se abstrair, nem que seja por alguns momentos, do estado em que o

Ah! E um pormenor a seu favor que não é de somenos: ele esteve muitos anos a viver em Espanha e apesar disso não abastardou a sua língua materna. Istão obstante um muito ligeiro sotaque meio alentejano salpicado com um tudo nada de castelhano, que até lhe confere uma certa graça, não só pela desenvoltura com que fala como com o à-vontade e simplicidade com que se expõe perante as câmaras.
Maria

Obs.: Tomara muitos 'licenciados' e 'doutorados' da política serem capazes de demonstrar tanta humildade, franqueza, simpatia (e muito especialmente sem pontapearem gravemente a gramática, como acontece quase diàriamente) como o faz um rapaz como o Futre. Contràriamente à hipócrita e cínica politicagem que finge que nos governa.

Tenho a certeza absoluta que Futre, inteligente como parece ser, se for sendo corrigido à medida que pronuncia uma palavra, elabora uma frase ou conjuga um verbo menos bem, não tarda nada estará capaz de dar lições de português aos afectados e falsos 'profissionais' da política.
De Inspector Jaap a 20 de Janeiro de 2012
Aplausos para ambos (Maria e Futre) de alguém completamente divorciado desse ninho de víboras que é o futebol, mas que também dá valor a valores hoje em desuso, como a simplicidade.
Cumpts.
De [s.n.] a 21 de Janeiro de 2012
Muito obrigada pela parte que me toca.
Maria
De ASeverino a 4 de Abril de 2012
Aliás, sinceramente, parece que o homem, cujo passatempo (Futre diz hobby) é dormir, já dá conferências para empresários e em universidades, não estou a brincar. É uma magavilha, prontos, quése dezer, prontos.....
De ASeverino a 4 de Abril de 2012
Aos moitões...

Comentar

Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
21
23
25
26
27
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____