6 comentários:
De JPG a 28 de Janeiro de 2012
«O Ministério da Educação e Ciência M.E.C .) assegura, contudo, não ter conhecimento de qualquer situação em que pais se estejam a recusar a que os filhos estudem com a nova ortografia.»

E como poderia o MEC ter conhecimento disso? Tudo o que a máquina burocrática do Estado não prevê pura e simplesmente não existe. Ora, se porventura der entrada nos serviços administrativos do MEC uma declaração (ou coisa que o valha) de qualquer pai jurando que jamais algum dos seus rebentos tragará o AO90 , é certo e sabido que o papel em que a declaração está escrita irá imediatamente para o "arquivo morto". Não constando esse tipo de "reclamação" das normas ministeriais, dos regulamentos administrativos e, em suma, do acervo de reclamações espectáveis para as respostas possíveis, então é claro que nada se faz, nada se responde e, por conseguinte, "ninguém" no MEC tomará sequer conhecimento do assunto.

Estas desculpas esfarrapadas e, aliás, recorrentes, são espectaculares exemplos da escola burocrática que serve para encobrir qualquer mentira de Estado: não temos conhecimento porque não nos chegou nada e não nos chegou nada visto não termos conhecimento de que algo nos tenha chegado.
De Bic Laranja a 28 de Janeiro de 2012
É verdade. Mas isto há-de ir, como água mole em pedra dura. Calhava bem melhor um dilúvio, no entanto...
Cumpts.
De Inspector Jaap a 30 de Janeiro de 2012
Mas admiram-se de quê? Essa gente é invertebrada intelectualmente… ai que saudades que eu tenho do intelectual Crato, que, aqui atrasado, dava gosto ver na Sic… também tenho saudades desta!
Cumpts
De Bic Laranja a 4 de Fevereiro de 2012
Dizia umas coisas. Mas é uma desilusão.
Cumpts.
De Bic Laranja a 4 de Fevereiro de 2012
Já o Tagus Park o dera a entender...
Cumpts.
De Inspector Jaap a 4 de Fevereiro de 2012
Tem o caro Bic toda a razão... eu é que não passo dum parvo dum romântico incorrigível.
Cumpts

Comentar