Quarta-feira, 27 de Junho de 2012

Vendem-se...

Não porque se vendam pròpriamente. Mas pelo que mais se pode saber de estarem à venda (v. comentários de Montexto).

Santiago, Alandroal (O.A., 1955)
Estas casas vendem-se, Santiago do Alandroal, 1955.
Arquivo da Ordem dos Arquitectos, PT-OA-IARP-EVR-ADL03-006.

Escrito com Bic Laranja às 00:03
Verbete | comentar
14 comentários:
De tron a 27 de Junho de 2012 às 00:39
quanto custavam ??
De Bic Laranja a 27 de Junho de 2012 às 00:45
Ah! Ah! Ah! Era bom de descobrir, não era?
Cumpts.
De [s.n.] a 27 de Junho de 2012 às 03:58
Extraordinário! Antes d'Abril até as pessoas mais modestas e menos instruídas escreviam anúncios como este de um modo correcto. E assim deveria ter continuado a ser caso lhes tivéssemos feito frente. Mas não fizemos. E eles vieram, estes democratas de meia tigela. E com a lábia que se lhes reconhece e os fins obscuros em mente (hoje por demais conhecidos), além doutros males praticados, com uma propositada política educativa criminosa encheram o país de analfabetos funcionais.

ESTAS CASAS VENDEM-SE - Assim é que o anúncio está perfeito.

Hoje põem os letreiros para a venda de andares, lojas, casas, moradias, etc., da seguinte e inominável maneira:

- VENDE-SE casas;
- Andares VENDE-SE;
- Automóveis usados VENDE-SE;
- VENDE-SE armazéns;

E a malfadada esquerda dizia e ainda diz se lhe derem corda, que o 'faxismo' queria que o povo todo permanecesse analfabeto... Ai era? Pois, mas para vergonha (se acaso a tivessem) desses malditos que tais mentiras propagavam sobre o analfabetismo a que o regime submetia o povo, os mais humildes, muitos dos quais não passavam da terceira classe, sabiam escrever e expressar-se melhor do que muitos dos alunos saídos das Universidades nesta esplendorosa e mui culta democracia.

Um trapo encharcado de porcaria nos focinhos, tantas vezes quantas as mentiras difundidas durante anos sobre o anterior regime, era o que esses abutres, que fundaram este nojo de regime, mereciam de cada vez que abrissem a boca. E era pouco.
Maria
De Venâncio a 27 de Junho de 2012 às 08:23
Maria, você deve ser muito novinha, ou ter andado desatenta antes de «Abril». Eu, com este peso dos anos, mas muito olhinho sempre, posso afiançar-lhe que já no tempo da Outra Senhora esta discussão se fazia, e acaloradamente. Mas pronto: a nossa ideologia filtra a nossa informação do mundo... É dos manuais.
De Bic Laranja a 28 de Junho de 2012 às 00:21
No Estado Novo a doutrina dividia-se, mas do que se vê é caso arrumado. Com fim do analfabetismo e a educação para todos Abril também proclamou: - Vende-se tudo! -Até idiomas...
Cumpts.
De Manel A a 27 de Junho de 2012 às 13:29
O que me deixa pensativo é o quadro humano que se ve na foto...
De Bic Laranja a 27 de Junho de 2012 às 15:28
Vá pensando...
Cumpts.
De [s.n.] a 27 de Junho de 2012 às 17:03
Boa!

E pensar-se que no 'antigamente' NÃO se viam por toda a Lisboa (pelo menos) quadros degradantes como aquele que se nos depara no Terreiro do Paço, a sala de visitas do nosso país. E o mesmo lixo (humano e imundicie pròpriamente dita) em pràticamente toda a cidade de Lisboa. Cidade que é nem mais nem menos do que a capital de Portugal! Claro que esta bandalheira é propositada, embora, se lho perguntarem, o presidente da Câmara afirme a pés juntos cìnicamente o contrário.

Lisboa que chegou a ser considerada pelos estrangeiros que nos visitavam como a cidade mais limpa da Europa!

Que grande democracia esta... Se a falta de vergonha matasse, os porcalhões (isto porque os responsáveis deixam emporcalhar propositadamente a cidade e o país) difamadores do anterior regime já tinham desaparecido há muito da face da Terra.
Maria
De nuno a 27 de Junho de 2012 às 14:34
Adenda-passe na R.Epifânio Dias,em Alvalade,Lisboa,e quase à saída ,pode ler "Vende-se o próprio".
De Bic Laranja a 27 de Junho de 2012 às 15:33
Veio de Guimarães, quere ver?...
Cumpts.
De numadeletra a 27 de Junho de 2012 às 15:51
Olá Bic Laranja,

Ainda às voltas com o novo A.O.:

http://numadeletra.com/8057.html

Abraço,

numadeletra
De Bic Laranja a 28 de Junho de 2012 às 23:55
Obrigado.
De [s.n.] a 27 de Julho de 2012 às 15:38
E as calcinhas do velhote...é que agora nem têm a dignidade de lhes pôr remendos, ficam rotas e assim andam, é ou não bandalheira..
De Bic Laranja a 27 de Julho de 2012 às 21:06
Vendem-se rotas. E compram-nas assim. Gente abandalhada, claro.

Comentar

Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

arquivo

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____