4 comentários:
De Inspector Jaap a 30 de Agosto de 2012
Várias coisas:
1- Investidores – NUNCA estão dispostos a perder dinheiro, pois isso não é racional; agora, numa situação limite, o que pode acontecer é eles quererem alguma segurança, se as previsões forem de flutuações muito graves; assim, o que temos é uma situação algo semelhante à das contas numeradas na Suíça, em que os depositantes têm que pagar para as ter; aqui, o que me parece é que os investidores estão a precaver-se e a tentar minimizar as perdas, investindo em algo que consideram sólido como a economia alemã (pudera!); quererá isso dizer que perderam a esperança de reaver o seu dinheiro investido nas outras economias do euro? Se sim, qual a razão? Vão falir?
2- Do meu ponto de vista, e respondendo ao leitor MCV, os sintomas são, para mim, mais do que esclarecedores: a Alemanha, qual abutre, já se está alimentar dos cadáveres das outras economias europeias. É só ver as taxas de juro pagas pelos PIGS (até a caricatura do nome é nojenta) e na Alemanha; e depois vêm para cá com a quimera dos “eurobonds”? Então acham mesmo que os alemães estariam dispostos a pagar um juro por baixo que fosse quando o têm negativo???? Só não vê quem anda muito desatento. Isto vai estourar.
3- Jornalistas – valha-lhes Deus Nosso Senhor, que no que respeita a Matemática estão, na sua quase totalidade, na fase do b a bá; não percebam nada do assunto, e o que sabem de Português é equivalente; a minha saudosa professora primária, D. Generosa da Paula Lebre a quem tanto do que sou hoje, devo, “chumbá-los-ia” a todos, sem (100, para eles) apelo nem agravo. E depois este servilismo repugnante à cultura anglo-saxónica é agoniante…
Cumpts

De Bic Laranja a 31 de Agosto de 2012
Sim. Isto está para estourar. Não há muito a fazer.
Cumts.

Comentar