Domingo, 2 de Setembro de 2012

Alvares

A élite

Bava alvar (Expresso, 2/VII/2010)
Z. Bava, Expresso, 2/VII/2010.

O primeiro ministro

Pedro Coelho (O Diabo, 21/VIII/2012)
Pedro Coelho, O Diabo, 21/VIII/2012.

Escrito com Bic Laranja às 20:42
Verbete | comentar
21 comentários:
De Carlos Portugal a 3 de Setembro de 2012
Sinceramente... Apetece dar-lhes com uma esfregona encharcada naquelas caras de «riso alvar de palerma satisfeito»!...

Cumprimentos
De Bic Laranja a 3 de Setembro de 2012
Merecem-no. Sabemos com que se comprazem.
Cumpts.
De Luciana Gama a 3 de Setembro de 2012
Só mesmo à chapada. Palermas!

Abraço!
De Bic Laranja a 3 de Setembro de 2012
Isso mesmo! À bufatada.
Cumpts.
De Paulo Nunes a 5 de Setembro de 2012
Perdoe-me a correcção: acho que "bofetada" é o termo correcto.
http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=bofetada

(Não faço questão absolutamente nenhuma de publicar este comentário)
De Bic Laranja a 5 de Setembro de 2012
Juntamos o termo correcto aos anteriores, pois.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 14 de Setembro de 2012
Caro Paulo Nunes, o humor é uma coisa MUITO subtil!
Cumpts
De marcos pinho de escobar a 3 de Setembro de 2012
Nada como a satisfação da missão cumprida... Portugal já está para acabar.
Abr. amigo.
De Bic Laranja a 3 de Setembro de 2012
Já tinha acabado, no grande acidente nacional. Estes são só coveiros.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 4 de Setembro de 2012
Estes dois estão como a hiena, lembram-se?
Cumpts
De Bic Laranja a 5 de Setembro de 2012
Confesso que não. Mas a comparação com hienas é-lhes favorável.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 6 de Setembro de 2012
Tem a ver com aquela anedota que reza mais ou menos assim:
Sabem qual é o animal mais estúpido que existe?
Resposta – a hiena.
Porquê?
Resposta – porque é um animal necrófago, e só tem relações sexuais uma vez por ano; assim, pergunto:
Ri-se de quê?

Cumpts
De Inspector Jaap a 6 de Setembro de 2012
Poderia até sugerir uma legenda para cada um dos alvares:
No caso do baba, há por aí a circular um vídeo em que ele faz a apologia do seu lusismo bem assim como da empresa que lhe enche o bolso, durante a qual os barbarismos utilizados C.E.O , board , chairman , performance, etc. e tal), serão aí por volta der 80% do que diz; lamentavelmente, ou talvez não, não o consigo localizar agora.

Quanto ao jovem de baixo proponho a seguinte:
Ai vocês acreditaram em mim quando eu disse que era contra o acordo gráfico? Ah, ah, ah! Enganei-vos bem!

Cumpts
De tron a 14 de Setembro de 2012
quando eu era pirralho os CEO ou Chairmans eram os Sócios-Gerentes, presidentes de conselhos de administração ou no caso das fundações eram os presidentes da mesa ou da administração quanto muito admistradores-gerais.
a performace é a palavra inglesa e também francesa para desempneho (sobretudo inglesa e transitou para o francês sobretudo no período de domínio inglês de parte da França) e entrou em Portugal como forma de aliciamento de compradores sobretudo de produtos duráveis como automóveis, computadores, electrodomésticos etc. (leia-se aliciamento como marketing)
De Inspector Jaap a 14 de Setembro de 2012
Diz muito justamente, mas isso era no tempo de Portugal, lembra-se certamente, um país à beira-mar plantado, onde as pessoas viviam modestamente, se calhar, mas felizes e dignas – tempos em que era o Presidente dos EU que cá vinha para negociar o arrendamento das Lajes e que “não era pequeno”, como rezava uma das “cartilhas” do Estado Novo do ensino primário; agora tudo isso é obsoleto, pelo que convém “dar uma” de “jet-6” sempre que a oportunidade surja, para que sejam todos muito “in”. Desgraçados, todos eles!
Cumpts
De cabo-carvoeiro a 17 de Setembro de 2012
Neill Lochery escreveu um livro interessante, O titulo: Lisboa A guerra nas sombras da cidade luz Editorial Presença, descreve a situação do nosso pais durante a II guerra, infelizmente não vinham cá negociar as Lajes, o nosso pais estava numa situação muito complicada, e como sempre os nossos dirigentes querem fazer passar o nosso pais, por aquilo que não é, somos um pequeno pais dirigido hoje como no passado por pelintras, talvez mérito ao Salazar porque soube manobrar numa situação , em que Portugal podia ter desaparecido do mapa.
Cumprimentos
De Bic Laranja a 19 de Setembro de 2012
Salazar soube fazê-lo, sim. Mas não se engane. Portugal então foi um jogador muitíssimo capaz nesse xadrez internacional. Hoje é um joguete. Desde 74 que é um joguete. Com peões sempre cada vez piores.
Cumpts.
De Bic Laranja a 19 de Setembro de 2012
Não conhecia o livro e agradeço-lhe a sua menção. Porém lhe digo desde já que me bastou meia dúzia de linhas para descartar imediatamente a edição portuguesa, por ser impressa nessa intragável e aviltante ortografia brasileira que o governo quis meter em Portugal.
Depois, do que vi, o rigor histórico não é lá muito afinado. Os mapas são anacrónicos; logo no primeiro mete-se olhos dentro o Largo do Martim Moniz com as dimensões iguais às de hoje quando as demolições da Mouraria só começaram em 1946, depois de finda a 2.ª Grande Guerra, portanto. Não sei se as velhas vielas da Mouraria interessavam para poiso da espionagem que por aqui passava. Mas que eram o cenário real ao tempo, eram.
Diz que Salazar tinha chegado ao poder com a instauração do Estado Novo em 1932. Ora o Estado Novo só é oficial em 1933 com entrada em vigor da nova Constituição; e Salazar já era ministro das finanças desde 1928. A nomenclatura usada para as pastas do governo é a actual; chama primeiro-ministro ao presidente do conselho, administação interna à pasta do Interior e... -- Melhor é ficarmos por aqui.
São pormenores, mascomo sói agora dizer-se parafraseando a maneira amaricana, o diabo esconde-se é nos detalhes. Não me leve a mal este arrazoado com base em três páginas da introdução. Provavelmente o público em geral nem se importa com estas coisas. De toda a maneira, se tiver eu de o ler não será senão na edição inglesa.
Cumpts.
De cabo carvoeiro a 19 de Setembro de 2012
boa noite, o que deu interesse no livro foi a parte intriga, espionagem, sabendo que muitas coisas passadas em Lisboa, foram minimizadas, tanto pelo cinema como pela imprensa mundial, também descreve bem como é que os alemães manipularam a opinião publica, coisa que não há muito tempo foi falada na comunicação social " a invasão de Portugal pelos espanhóis " etc. etc. quanto as fotos penso que não deve de haver muita matéria e o autor foi ao supermercado da internet que é o site da Gulbenkian , aonde nos costumamos fazer as nossas "compras" quanto a ortográfica sou de acordo consigo, em Portugal comparado com outros países , já nem falo da França aonde vivo) lê-se tão pouco, se como meio de protestação vamos boicotar o acordo ortográfica na literatura acaba-se a edição no nosso pais.
Ps. Até a nossa identidade foi vendida ao diabo, pelos políticos , seria tb interessante de aproveitar esta vaga de contestação para anular este acordo com o diabo.
Cump.
De tron a 14 de Setembro de 2012
Riso de filho da ....... (não digo) apenas deixo um eufemismo...filho da senhora que se dedica de forma professional a prática do acto sexual seja ele qual for em troca de soma em dinheiro, preferencialmente
De Bic Laranja a 19 de Setembro de 2012
Riso, alvar. De gente, alvar. Donde foi parida nem importa.
Cumpts.

Comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____