Sexta-feira, 12 de Abril de 2013

A notícia que nenhum jornal quis dar

Governo ameaçou a Academia das Ciências por objecção ao Acordo Ortográfico

  O responsável da área cultural no [XVII.º] governo ameaçou inclusive o presidente da Academia das Ciências [prof. Adriano  Moreira] de extinguir a Academia – sim, sim, de extinguir a Academia! – pelo facto de ela não estar ao lado do governo nessa matéria -- foram as palavras de Anselmo Soares, em 28 de Março na audição do grupo de trabalho da Assembleia da República que acompanha a aplicação do Acordo Ortgráfico.

  O prof. Anselmo Soares, actual vice-presidente da Academia, declarou ainda aos deputados do grupo de trabalho que aquela instituição é, segundo a lei, o órgão consultivo do governo em matéria linguística, e que não foi ouvida acerca da ratificação do Acordo. Disse-o por três vezes, querendo frisar -- Não foi ouvida. Isto é um dado objectivo factual. Não foi ouvida.
 
Antes dissera já, procurando enquadrar os deputados com o problema, que os trabalhos preparatórios para a entrada em vigor do Acordo nunca se fizeram. E durante vinte anos estivemos a olhar uns para os outros [...] E justamente ao fim de vinte anos, um membro do governo de então, que antecedeu a professora Gabriela Canavilhas na [pasta] da Cultura, decidiu, com argumento político, pôr em vigor imediatamente o Acordo. Sem ouvir ninguém. E tornou a sublinhar. A Academia não foi ouvida.
 
O prof. Anselmo Soares manifestou-se equidistante de posições extremadas, dizendo-se a favor do Acordo naquilo que não mexe com a fala, e deu o exemplo do caso do «espectador» em que agora as televisões já estão a pôr o «c»; porque chegaram à conclusão que era uma vergonha o «espectador», não é? -- dando a entender que as consoantes mudas são necessárias ao português.


 
   Informou a este propósito os deputados de que o Vocabulário da Academia das Ciências recentemente publicado tem o lexema «ótico» e tem o lexema «óptico», respondendo-lhes à admiração com veemência: – Tem o «p»! – Tem o «p», com certeza! Para os olhos. Para distinguir os olhos dos ouvidos. Mas é inacreditável! As pessoas não pensam, não raciocinam. Querem-nos obrigar à força a escrever contra a nossa fala. Contra a nossa fala.
 
Referiu-se a colegas da Academia como sumidades indialogáveis, a favor e contra. E sobre Malaca Casteleiro não se conteve: -- Quem ouve o meu colega Malaca Casteleiro parece que ele sabe tudo. Francamente!


 ----
 A transcrição ipsis verbis da audição do prof. Anselmo Soares foi ontem publicada na página da Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico (ilcao.cedilha.net) onde pode ser lida na íntegra. A gravação áudio é facultada na página do grupo de trabalho da Assembleia que intende à aplicação do Acordo Ortográfico.
 Até este momento (1h00 da tarde de 12 de Abril de 2013) não tive notícia de nenhuma notícia deste teor difundida na imprensa. Ficam desde já os jornais livres de publicar esta.


(Ultima revisão às 4h50 da tarde.)

Escrito com Bic Laranja às 13:00
Verbete | comentar
21 comentários:
De sc a 12 de Abril de 2013
Mas quer uma notícia que confirma que o estado português usa métodos dignos da máfia?
Nenhum jornal se atreve!

Esperemos é que o grupo de trabalho não se transforme num grupo de branqueamento do acordo.

De Bic Laranja a 12 de Abril de 2013
Pois...
De Marcos Pinho de Escobar a 12 de Abril de 2013
A ânsia nacional-demolidora desta canalha não conhece limites. Resistamos de todas formas possíveis.
Abr.
De Bic Laranja a 12 de Abril de 2013
Os calhordas são já mais do que nós. Resta-nos só não asfixiar.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 18 de Abril de 2013
Tem o caro Bic mais razão do que imagina.
Há dias recebi um correio electrónico dum mestrando duma qualquer universidade do galo de Barcelos, que me perdoe o dito, a pedir que lhe respondesse a um questionário… blá blá blá
Eis a minha resposta:
- Exmº Sr. Dr.
Foi com agrado inicial que recebemos o seu correio electrónico abaixo.
Tristemente para nós, verificámos depois que está escrito nesse colossal monumento à imbecilidade que dá pelo nome de aborto gráfico (AO), pelo que somos forçados a declinar o seu convite, em virtude de não dispormos de tradutor de tupi….

Ora, se isto já vai assim nesta fase, daqui a pouco tempo estaremos no mais escuro breu da noite cultural que dará o nome a esta idade: a das trevas.
Cumpts
De Bic Laranja a 19 de Abril de 2013
Escrita de analfabetos. O que havíamos de ter de aturar.
Cumpts.
De Sc a 13 de Abril de 2013
Ameaçou de EXTINÇÃO.... Não omita essa.
Não foi uma qualquer ameaça!
De Bic Laranja a 13 de Abril de 2013
Está no primeiro parágrafo da notícia. Mas podia figurar no título, é verdade.
Cumpts.
De c a 13 de Abril de 2013
O Casteleiro não sabe tudo. A especialidade dele nem sequer é ortografia.
E ele já avisou que o "acordo" não diz respeito à linguística, mas à política.
Pertence, segundo se diz, a uma importante loja maçónica.
De Bic Laranja a 13 de Abril de 2013
A especialidade do Casteleiro parece nenhuma, salvo talvez pôr avental...
Cumpts.
De tron a 13 de Abril de 2013
fascistas, se comparados com estes mafiosos maçons, Salazar começa a ter uma certa santidade
De Bic Laranja a 14 de Abril de 2013
Pois, já vê!
Cumpts.
De [s.n.] a 13 de Abril de 2013
O verdadeiro rocambolismo que é o Acordo Ortográfico-90 tem que acabar. É obrigatório que sua implementação seja revogada. Aliás nem sequer está em vigor por decreto-lei e, aberração máxima, já foi adoptado, a "mando ministerial"!..., por todas as instituições do Estado e estranhamente (ou não) por televisões, jornais, revistas, etc., todas privadas e, imagine-se o despautério?!, até por escritores - não todos, felizmente - e respectivas editoras literárias!

A nossa língua, património inquestionável do povo português, é demasiado preciosa para sofrer tratos de polé por oportunistas e traidores que de portugueses nada têm a não ser o lugar de nascimento. Traidores estes que só respeitam e obedecem a uma ideologia maléfica cujos ideólogos levaram Portugal e o seu povo à ruína física e moral numa questão de quatro décadas. Quem manda na língua portuguesa são os portugueses genuínos e mais ninguém. Aqueles que adulteram a ortografia e a fonologia do português, com segundas intenções altamente suspeitas, não merecem respeito algum. Quem devemos homenagear são os prestigiados linguístas e lexicologistas que ao longo dos séculos amaram a sua Pátria e acarinharam e engrandeceram a sua língua. Só se admitem eventuais alterações ortográficas e lexicais no português (e jamais fonética), pontual e exclusivamente para a enriquecer (e não para a abastardar) se e quando, após estudos aprofundados por intelectuais probos, tal se julgar absolutamente imperioso. Esta será a única excepção compreendida e consentida pelos portugueses. E, repete-se, a ser levada a efeito, só e exclusivamente por linguístas, etimologistas e foneticistas cuja honorabilidade e prestígio estejam acima de qualquer suspeita.
De Bic Laranja a 14 de Abril de 2013
Fala de valores e maneiras de agir ponderadas, sérias. E o único valor destes ciganos é o esbulho sob ameaça. É a esta corja reles que estamos entregues.
Cumpts.
De Joe Bernard a 13 de Abril de 2013
Simplesmente ignóbil!
De Bic Laranja a 14 de Abril de 2013
Exactamente. E banal.
Cumpts.
De Zephyrus a 14 de Abril de 2013
Já a primeira revisão republicana foi uma imbecilidade.
De Bic Laranja a 14 de Abril de 2013
Lavagem ao cérebro. Estão à vista os meandros do uso do idioma como instrumento ideológico, a sua «praxis» e os seus intentos: a imbecilidade geral.
Cumpts.

De Bic Laranja a 14 de Abril de 2013
Sua, republicana (I.ª e III.ª), bem entendido.
Cumpts
De Carlos Romão a 15 de Abril de 2013
Francamente, não fiquei muito admirado com a atitude do indivíduo do governo, porque a extorsão e a ameaça são práticas correntes do poder político em Portugal.
De Bic Laranja a 18 de Abril de 2013
De feito. Mas fascistas foram só os outros...
Cumpts.

Comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____