De [s.n.] a 22 de Abril de 2013
Que maravilha de imagem! E que asseio e ordem. Que saudades deste tempo, meu Deus.
A Mata(?) que se vê ao fundo, com a Av. Sidónio Pais à sua frente, creio que já não existe. Se assim é, a quem se deve? Se o é a esta miséria de regime, trata-se de mais um crime urbanístico a merecer prisão efectiva.
Maria
De Dom Dinis a 5 de Maio de 2013
A mata existe sim, é um belo jardim. Quanto à ordem, pois é natural... quantos carros ali passariam por dia? Penso que quando a obra estiver acabada, não teremos saudades da antiga rotunda. A verdade é que se tornou muito mais tranquilo frequentar a praça Marquês de Pombal.
De Bic Laranja a 6 de Maio de 2013
Claro, claro. Podia fazer-se caso de empecer Lisboa inteira de obras com o mesmo mérito. Enxotava-se tudo o que fosse automóvel para longe ao mesmo tempo que se faziam empreitadas de vulto, que tanto ajudam a financial campanhas eleitorais.
Quanto ao sossego de frequentar a Rotunda e a Avenida só é de lamentar a falta dele em tanto sábado ou domingo, tal a quantidade de manifestações, paradas gay e outras feiras de tomateiros, mas cá está: estas minorias sempre hão-de ter maior direito a protecção do que as multidões de cidadãos automobilistas.
É a democracia, bem vejo.
Cumpts.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.