28 comentários:
De Mário Cruz a 22 de Maio de 2020
Como refere que o Sr Petersen fala de duas quintas ditas de alperche, não será para distinguir a da Penha de França?
De Bic Laranja a 22 de Maio de 2020
Fazendo fé nas memórias de Fernanda Matos e Silva, cuja neta me deu conta aqui, ambas quintas terão pertencido a Pina Manique. Não sei se fariam um contínuo das encostas da Penha ao Alto do Pina, a par do Poço dos Mouros e da Az. do Areeiro. Seria uma extensa propriedade e nesse caso englobariam as quintas do Padeiro, do Manuel dos Passarinhos, da Saúde e da Ladeira.
Todavia, também a Quinta da Bemposta, que era de D.ª Catarina de Bragança, a que foi rainha de Inglaterra, se estendia do Campo de Sant'Anna além de Arroios, por chãos que hoje são da Academia Militar, do Hospital da Estefânia e do velho Convento de Arroios. O convento, aliás Colégio Conventual da C.ª de Jesus da . Sr.ª da Nazaré foi fundado por ela em 1705 naqueles chãos, ao que julgo, que eram do limite de seus domínios.

O caso do Sr. Petersen vim a esclarecer quando, empreendendo novamente no caso, em Março passado, vi uma planta dos projectos para a Alameda de Dom Afonso Henriques em que se identificavam os proprietários das quintas adjacentes. A do tio-avô do Sr. Petersen, Silvestre Bernardo Valladas era uma propriedade mais pequena ao cimo da Calçada da Ladeira, com que confrontva pelo S, confrontando a N e O com a quinta do Alperche de João da Cruz David e Silva; a E confontava com um larguinho nas traseiras da Rua do Garrido, que corria nos anos 30 ao longo do que é hoje o cimo da Alameda, desde trás do n.º 163 da Rua Barão de Sabrosa.

Abraço!

Comentar