Sexta-feira, 23 de Agosto de 2013

Galeria camiliana em 23 de Agosto

« Em 1815, um dos mais abastados mercadores de pannos da rua das Flores na cidade do Porto, era o senhor Antonio José da Silva. E a 23 d'agosto, do mesmo anno, o negociante da rua das Flores que mais suava, e bufava afflicto com a calma, era o mesmo senhor Antonio José da Silva. O senhor Antonio, como os seus caixeiros o chamavam, tinha razão para suar. As bochechas balofas e tremulas, dilatadas pelo calor do estio, ressumavam-lhe um succo oleoso, que descia em rêgos pelos tres rofêgos da barba, e vinha adherir a camisa ás duas grandes esponjas, que formavam os seios cabelludos do nosso amigo attribulado.
   O senhor Silva inquieto, e resfollegando como um hippopótamo, passeava no seu escriptorio. O seu traje era muito simples: andava de cuecas, e alpercatas de estôpa com sola de cortiça. Este vestido, com quanto singelissimo, e o primeiro talvez que se seguiu ao que trajou Adão no Paraizo, dava-lhe ares d'um sátyro voluptuosamente gordo.
   O negociante representava cincoenta e cinco annos, bem conservados. No ôlho direito tinha muita vida; o esquerdo, porém, n'esta occasião tinha um tersolho, e inflammado, de mais a mais, pelo calor.»

Camillo Castello Branco, A filha do Arcediago, 3.ª ed., Porto, Cruz Coutinho, 1868, p. 7.


~~~  \\  ~~~


Cartaz adaptado da C.M. duma póvoa de ortofónicos (com tersolhos).


(Revisto às 11h00.)

Escrito com Bic Laranja às 07:05
Verbete | comentar
12 comentários:
De Inspector Jaap a 23 de Agosto de 2013
Não andará Camilo às voltas na campa com tal desaforo? A desvergonha não tem limites; é preciso um fungicida para uma limpeza profunda, esse é que é essa!
Cumprs
De Bic Laranja a 23 de Agosto de 2013
Sei lá!
Elle escrevia de sua maneira. Os da 1.ª República reviraram-lhe até o nome. Outros a seguir revolveram-lhe os textos e vê-se não fica por aqui. Deve ser alguma doença modernaça; hiperactividade...
Se ler eu Dickens em inglês, é igual da primeira à última edição. Se o ler em português deve aparecer de tudo, até «pénis»...
Cumpts.
De Inspector Jaap a 24 de Agosto de 2013
Quanto a Camilo:
Essa rapaziada é mesmo assim: tocar de mudar tudo, sem nexo nem fundamento nem objectivo; é a mudança pela mudança e pronto um destes dias vamos ter que comprar um qualquer dicionário de tupi/Português para conseguir ler a nata das letras portuguesas; que vacuidade!

Quanto a essa pobre alma, quiçá emigrante em terras de S.M. e que à falta de pratos para lavar no restaurante, se deitou a “tradutora”:
Sabe que fiquei sem fala? Isto não me deveria acontecer, mas, acontece, pronto!
É, seguramente, desta massa (bruta) que é feito esse “escol” cultural dos acorditas; que raio de mediocridade!
Cumpts
De Inspector Jaap a 24 de Agosto de 2013
Ainda: essa criaturinha deve ter futuro assegurado a traduzir as obras de Camilo para acordês.
De Bic Laranja a 25 de Agosto de 2013
Não tem porque o vocabulário de Camillo era vastíssimo e consulta a dicionários não há-de ser com ela.
Cumpts.
De bst a 24 de Agosto de 2013
Não há qualquer motivo fonético para escrever "machado". "Maxado" está muito bem. Tão bem como "coleção".
De Bic Laranja a 24 de Agosto de 2013
A menos que o Maxado seja de Nave Haver ou de Badamalos e ainda se pronuncie 'Matchado', naturalmente.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 30 de Agosto de 2013
Se o raio do homem for basco, escreve-se "tx", donde continuo a achar que maxado é mesmo o que melhor lhe acenta (por que não, também?).
Viva a cacografia dos biltres!
Cumpts
De marcos Pinho de Escobar a 25 de Agosto de 2013
O Camillo deve de estar a rogar pragas a este infeliz do Maxado ... E olhe que o Amigo dá-me a boa ideia de tratar dos apelidos da cambada mixordesa .
Abraço.
De Bic Laranja a 25 de Agosto de 2013
Camilo havia de se rir como nunca.
Cumpts.
De [s.n.] a 26 de Agosto de 2013
Essa (sua) do 'Maxado' foi muito bem achada:)

Os acordistas estão contìnuamente a querer "dar-nos música" ao evidenciarem uma (falsa) progressão qualitativa da língua portuguesa alterando-lhe - trata-se de um crime de lesa-pátria - a ortografia e a fonética. Isto mais parece um salsifré (para ser branda no designativo) caso não se tratasse de uma matéria de tão graves consequências.
Maria
De Bic Laranja a 26 de Agosto de 2013
:) Grato.

Comentar

Dezembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____