Sábado, 15 de Junho de 2013

Os agramáticos

 Estes do «i» têm também uma qualquer incompatibilidade com conjugações reflexas, vá lá entender-se porquê (*).
 Portugal cola então à Grécia! Cola-lhe o quê?!

«i», 15/VI/13
    («i», 15/VI/2013.)



(*) Vai daí até se entende: não é o nome do jornal um monossílabo...?

Escrito com Bic Laranja às 17:42
Verbete | comentar
9 comentários:
De [s.n.] a 16 de Junho de 2013
Exactamente! É um completo horror a linguagem miserável que aparece na imprensa escrita e falada. Estes ignóbeis que aterraram no nosso país de pára-quedas num dia tremendamente trágico para a História de Portugal e para os portugueses, não se contentaram com o mal que nos fizeram e ao país e a milhões de inocentes que vivíam em
paz e sossego, sem falar em outros tantos que foram abandonados no meio de guerras semeadas por traidores, a matarem-se entre si durante décadas. Não, tragédias tão monstruosas não satisfaziam suficientemente os ímpetos infernais desta gente maligna, nem a sua ganância insaciável pela usurpação dos bens materiais dos portugueses, nem a sua sanha demoníaca de tudo fazer para finalmente nos destituir do pouco que ainda nos resta e tanto nos orgulha como povo - a nossa sagrada e quase milenar língua-mãe.
Mas atenção, o espírito do Mal ainda não abandonou Portugal. O bando satânico que O personifica não vai ficar por aqui.
Maria
De Bic Laranja a 16 de Junho de 2013
Novilíngua. Coisa de trogloditas sem trambelho para voos de pára-quedas. Vieram cuspidos com os calhaus emanados da Criação e aterraram aqui mesmo agora. Nem sequer bateram na carqueja dalguma encosta para se polirem rebolando monte abaixo. São mesmo pedra lascada, infortúnio o nosso...
Cumpts.
De Inspector Jaap a 20 de Junho de 2013
Um assombro de definição, ah, ah, ah!
Cumpts
De Mariana a 17 de Junho de 2013
Já não existem revisores nas redacções?
De Bic Laranja a 17 de Junho de 2013
Há. Da Microsoft...
Cumpts.
De André Sousa a 19 de Junho de 2013
Boa noite,
Já dizia a letra de Carlos Paião... "Não há duas sem três" e aqui temos mais uma chamada de atenção à imprensa nacional, muito bem!
É de louvar o interesse e as correcções, é bom para quem lê, é bom para quem comenta... .
Os meus "reparos":
- espero que a leitora Maria tenha manifestado a sua indignação por não ter havido um referendo de "salvação" à "língua-mãe" - curioso, nessa altura não se saiu à rua.
- a resposta do blog Bic Laranja é igualmente interessante... (?!).
- os "revisores" foram substituídos por directores que acumulam funções... e sim, com os correctores da Microsoft, infelizmente para a profissão - de revisor.
(dos directores não tenho pena nenhuma)

Para terminar a temática "Vamos Lá Escrever Bem que Só Os Outros É que Escrevem Mal", pergunto, qual a explicação gramatical do "Cumpts." (?) está definido com a assinatura (?) podia ser alterado para "Cumprimentos" (!) e as cinco letras em falta (?) pertencem à língua-mãe - estou certo que haverá uma resposta lógica... acrescentar os caracteres nas próximas despedidas.

Despeço-me com cumprimentos.

André Sousa
De Bic Laranja a 19 de Junho de 2013
Cumpts.
De mujahedin a 19 de Junho de 2013
abreviatura

s. f.
1. Ato ou efeito de abreviar. = ABREVIAÇÃO, ABREVIAMENTO
2. Modo de escrever uma palavra com menos letras que as requeridas pelos sons e articulações que tem (ex.: s.f.f. é a abreviatura de "se faz favor").
3. Palavra ou conjunto de palavras abreviado.
4. [Música] Cada um dos traços que dividem a nota em colcheias, etc.

http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=abreviatura

Coitado do Zé Maria Pincel...
De André Sousa a 19 de Junho de 2013
Boa tarde,

Admito... adorei as respostas!

Os "Cumpts." são abreviaturas que estão para ficar, está visto (!) fico à espera de mais comentários à imprensa escrita... com muitos "Cumpts." à mistura, mas claro, com as melhores explicações gramaticais - são mesmo, ironia à parte!

A meu ver, o melhor de um blog é ter visitantes e este tem; o pior de um blog (e de toda a internet, infelizmente!) é o lado impessoal. Não assinar um comentário, não ter um nome real, é algo comum e aqui não é excepção. É fácil arranjar um cognome e escrever livremente... simples, "barato e dá milhões"; o cunho pessoal é algo "d´antigamente" - haveria tanto a dizer. Mujahedin tem tanto significados que o assinante deve desconhecer... vou deduzir que seja o lado patriota e nacionalista, mas se assim fosse haveria outros nomes - digo eu... ou será... Zé... Maria..., ah... é Pincel!

Cumprimentos,
André Sousa





Comentar

Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
17
19
21
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____