28 comentários:
De Rogério Maciel a 29 de Junho de 2013
Caro amigo , é precisamente o que penso há muito ...esta situação insere-se na mêsma agenda Nêgra do AO .
Apagar PORTUGAL do Mapa das Nações e reduzi-lo a um lugar geográfico no "mapa" da "UE" , ou , "união" NÃO EUROPEIA , essa Organização Ultra Criminosa Internacional, que pretende substituir(fazêr Confundir!) a EUROPA , por uma COISA sem Coiso ,a nojenta , trazida do Abismo das Trevas , UE !
Não querem êstes Malditos fazêr de PORTUGAL , «the westcoastof"europe"» para inglês vêr ??!!
O "allgarve" insere-se no mêsmo plano ...não dizem os Brásucas , quando se referem á MATRIZ , a Língua de Portugal , por ..."português"europeu" ?!...e á sua linguagem escanifobética por «"português""do""brazil"» ?!
Qual Brasil ? Não é de certeza o Brasil Real , o Reyno do Brasil Independente , mas o Maçónico .
Aí está a responsável , na Sombra , por tudo isto , lá como cá .
Um Abraço Lusitâno !
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
Já nem sei que lhe diga. A ignorância é tanta que nem é precisa maçonaria nenhuma na sombra para a destruição do que fomos e somos ser total. A estupidez só por si obra muito.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 29 de Junho de 2013
Nada a estranhar vindo de gente que há muito perdeu o norte, se é que alguma vez o teve; ele até há aí uma estação de TV que começa o boletim meteorológico pelo... Sul; se calhar, brevemente começarão pela Lourinhã, pois por que não? um manicómio gigante de imbecis incultos, é o que é!
Cumpts
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
:) Cumpts.
De Inspector Jaap a 29 de Junho de 2013
Há pedaço, ao ler apressadamente o 1º parágrafo, já com um pé dentro e outro fora da «carruagem», não me apercebi da riqueza de conteúdo do verbete, pelo que é agora que lhe presto homenagem: mas que lição tão douta e eficaz quanto simples e incisiva de História da Geografia ou de Geografia da História(?) de Portugal… não é todos os dias que se pode aprender tanto em tão pouco; começando a ser maçador, lá estou eu a repetir-me: obrigado, caro Bic pela magnífica lição; eu GOSTO de aprender coisas do meu querido País, e hoje, foi o caso.
Calorosos cumprimentos
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
Generosidade sua.
Obrigado!
De Marcos Pinho de Escobar a 30 de Junho de 2013
Como sempre um excelente postal, onde se aprende muito. Obrigado! Não contentes em dar cabo à ortografia, os imbecis colectivos tratam de fazer o mesmo aos nomes das Províncias. Ainda lembro o conto do "Allgarve"...
Abraço amigo.
De Inspector Jaap a 1 de Julho de 2013
Conto esse vindo dum «allarve»; nada a estranhar, portanto.
Cumpts
De Marcos Pinho de Escobar a 8 de Julho de 2013
Sem dúvida!
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
O conto do Allgarve demonstra bem a filosofia de que com um nome refinadamente commercial tudo se vende. Até a mãe.
Ou a mulher, a julgar do gesto que ilustrou o epílogo do contista.
Cumpts.
De Zephyrus a 2 de Julho de 2013
Cada região possui uma individualidade climática e bioclimática muito própria. Por exemplo, o Minho faz parte da Europa Eurossiberiana, Trás-os-Montes tem a Terra Quente e a Terra Fria, a Beira faz a transição entre a Europa Mediterrânica e a Europa Eurossiberiana. Mais um motivo para pôr de parte os distritos. A divisão em províncias tradicionais tem as suas lacunas (há uma Beira Alentejana em Idanha-a-Nova, um Alentejo Beirão em Portalegre e uma Beira Transmontana a Sul do Douro) mas está mais próxima da realidade geográfica e cultural do território.

Uma curiosidade. Antigamente, os habitantes da serra algarvia diziam que «iam ao Algarve» quando se deslocavam ao litoral, e não se consideravam algarvios. E os algarvios de Tavira, Faro ou Lagos chamavam «serrenhos» ou «montanheiros» aos habitantes da serra. O verdadeiro Algarve, com toda a sua individualidade climática, paisagística ou cultural está a sul da muralha de serras que separam o litoral meridional da região das peneplanícies alentejanas.
De Inspector Jaap a 2 de Julho de 2013
O que muito justamente diz, vem justificar a classificação do Prof. Orlando Ribeiro da dita província em Algarve serra e Algarve litoral.
Cumpts
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
As províncias têm uma identidade caracteristica pese em boa hora a transição geográfica não ser abrupta. Talvez seja mais vincada no Algarve, a final, a pesar do barrocal medeando entre a serra e o litoral. Essa identidade foi entendida pelos antigos, porém, para lá de qualquer enquadramento geográfico eurocontinental. Signal de que sabiam interpretar o que viam no terreno. Outros fazem menos caso d' elle, preferem traçar fronteiras em mappas no sossêgo das secretarias.
Cumpts.
De gato a 2 de Julho de 2013
Sou um velho de 70 invernos. Desde "sempre" a região das Caldas da Raínha para o sul e para o mar foi conhecida por Oeste. Meu avô paterno, electricista, trabalhou na construção da Central Eléctrica do Oeste; por isso meu Pai nasceu em Caldas da Raínha, em 1911.
Conheci um engenheiro (que poderia ser meu pai) que trabalhara na Central Eléctrica do Oeste; tinha casa de férias na Praia da Areia Branca.
De brincadeira, e pelo viver truculento dos homens da Lourinhã, eu dizia que era o faroeste... Torres Vedras era outra coisa — tipografias e comunistas — com a excepção do industrial Hipólito.
Abraços
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
Desde «sempre» é desde a revolução industrial, talvez. A linha do Oeste espelha isso mesmo. Mas curiosamente Alberto Pimentel não usou nenhuma vez o termo nas «Chronicas de Viagem» (1888).
Se é como penso, há-de ter nascido nalguma secretaria do Estado, dumas alpacas quaesquer de cotovelos assentes sobre o mappa. Mas não passa de conjectura.
Cumpts. e obrigado pela achêga.
De Bic Laranja a 7 de Abril de 2014
Refraseando.
Se é como penso, a designação há-de ter aparecido nalguma secretaria do Estado, dumas alpacas quaisquer de cotovelos assentes sobre o mapa. Mas não passa de conjectura.
A reacção em baixo à resposta acima ainda agora me faz espécie.
Que lamentável equívoco!
De ASeverino a 4 de Julho de 2013
Que bela imagem do Alentejo
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
Sim. Fotógrafo de alto coturno.
Cumpts.
De [s.n.] a 5 de Julho de 2013
:)'tá-se mesmo a ver que já foi de férias... Que sorte!
Maria
De Inspector Jaap a 11 de Julho de 2013
Pois foi, cara Maria, e a sua ida revela este ano a diferença para o ano passado em que foi de bólide enquanto que agora foi de charrete ; calhando, aparece por aí mais um qualquer rei mágico que começa a taxar o fardo da palha, o que valerá por dizer que o caríssimo Bic, para o ano … Não vai de férias. Ponto!
Boas férias, Bic!
Cumpts
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
Fui, fui.
Cumpts. :)
De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
Vou, vou.
Cumpts.
De João Amorim a 12 de Julho de 2013
caro Bic

Oportuno artigo, neste tempo em que se desconstrói as primordiais referências. Adoro a fotografia!

De Bic Laranja a 15 de Julho de 2013
Mérito ao fotógrafo. E ao objecto.
Obrigado!
De gato a 16 de Julho de 2013
Vexa = uma pessoa de maus figados. Assim escrevo-lhe sem acentuaçao e leva uns ç por esmola.

Durante anos tenho apreciado seu trabalho e sua luta contra o AO.
Tambem sei escrever. Sei ler e escrever Portugues e Castelhano desde o 4-5 anos de idade, sem erros. Tambem nao sou manga de alpaca.

Tem razao quando escreve «Desde «sempre» é desde a revolução industrial, talvez».

Ao escrever, mesmo citando, «Se é como penso, há-de ter nascido nalguma secretaria do Estado, dumas alpacas quaesquer de cotovelos assentes sobre o mappa.», esta a ser reles (ver no Morais se precisar).

Vou ter mais cuidado com suas iscas.
As melhoras.
eao
De Bic Laranja a 16 de Julho de 2013
Agora por esta não esperava.
Não sei que tom me achou na reposta ao seu commentario para se agastar. Se achou recriminação minha a algo do que escreveu equivocou-se. Redigi sem seguir regra orthographica por motivo nenhum senão ligeireza e desfastio meus.
Da orthographia da minha redacção, em certo rigor, havia de ser «cotovellos» e não «cotovelos».
De ser eu reles (no sentido de «grosseiro») com as secretarias do Estado retraçam o mappa administrativo portuguez sem conhecer o terreno, acceito.
Cumpts.
De Bic Laranja a 16 de Julho de 2013
... secretarias do Estado [que] retraçam...
De Bic Laranja a 16 de Julho de 2013
Já agora e porque pode pairar por aqui equívoco: «secretarias do Estado» não são «secretárias do Estado».

Comentar