11 comentários:
De Venâncio a 19 de Julho de 2013
Coube-me em sorte ler o que vai publicar-se de um dos seis, o J. RENTES DE CARVALHO.

Se tudo o mais for como o Jansenista prevê, já a tentativa expressiana não terá sido em vão.

Ide por mim, ó gente céptica!
De Bic Laranja a 21 de Julho de 2013
E então, é ou não para arrimar o «acordês» ao Eça?
Se o Jansenista previu bem o regresso aos Maias por desfastio dos Desmaias...
Cumpts.
De Costa a 19 de Julho de 2013
Não compro o Expresso; não comprarei. Resta-me a esperança de que Rentes de Carvalho - esse, ao menos - faça publicar o que escrever em português de boa lei.

Seja como for, há obras de génio que o elementar bom senso mandaria ficar, intocadas, onde o autor as deixou.

Costa
De Bic Laranja a 21 de Julho de 2013
Senso é coisa que já não há. Nem bom nem mau. Há é espantalhos que a «desconstruir» para «reinventar» a roda.
Cumpts.
De [s.n.] a 19 de Julho de 2013
"Os Desmaias"...Ahahahahah!
Maria
De Inspector Jaap a 20 de Julho de 2013
Eu quase que...
Cumpts
De Bic Laranja a 21 de Julho de 2013
:)
De Inspector Jaap a 23 de Julho de 2013
Estaremos nós em presença do
Triunfo dos porcos?
Ou,
Desassombro da estupidez, ou ainda
Maior do que o universo, só a mediocridade humana.
Que venha o diabo e escolha!
Cumpts
P.S. Mas que notável verbete!
De Bic Laranja a 24 de Julho de 2013
Estamos perante algo que nem sei dizer o nome.
Cumpts.
De PT a 24 de Julho de 2013
Não é caso para tanta indignação. O mundo desde que se criou tem destas coisas, por vezes o sucessor alcança maior sucesso que o predecessor. Mas não creio ser esse o caso - a busca do sucesso. É apenas um elogio, uma forma de honrar. Duvido que algum autor que se lançasse a uma ousadia destas tivesse o desplante de avançar em termos comparativos.

E já agora, já se fez em ficção, para a TV, uma mini-série sobre a vida depois de E TUDO O VENTO LEVOU...

É banal
De Bic Laranja a 24 de Julho de 2013
Dizer banal é dizer vulgar. Tem razão. Mas lá o propósito de arrimar o caco gráfico a obra tomo é indubitável. E como não bastasse usar Eça por muleta à degradação do português, pôr uma nuvem de caga-lumes como pirotecnia de tão glorioso feito é fazer de nós tolos. Quem os não conheça que os compre.
Cumpts.

Comentar