Domingo, 4 de Agosto de 2013

— Esta vida de turista!...

O jornal

Comprar jornais agrafados dá nisto; ter de gramar suplementos acorditas tramados de descartar.
 No «Especial Ensino Superior» do Sol (28/VI/13, p. 4) um administrador adjunto da Lusófona procura passar a sua mercadoria nos intervalos da borrasca. Em tempo de socratices relvadas e licenciaturas anuladas é admirável ler alguém em delírio de página inteira em que não falha a redacção de analfabeto (deve ser lusofonês) fazendo que o rei não vai nu.
 O que procura o jovem que passeia pela floresta?
 
É um rico títalo. O jovem há-de ser o rapazolas da imagem, arvorado administrador adjunto, passeando-se na floresta dos incautos à cata dalgum capuchinho. Dado à dialéctica, antecipa logo ali um «Porquê a Universidade Lusófona?» como se fosse o porque tens os dentes tão grandes? -- Ocorre-me que a resposta desenganadora da fome podia ser uma de 0% de calorias... Mas não. O rapazolas embrenha-se mais na floresta: a Lusófona afirma-se [i.é, tem-se, diz de si] a maior instituição de ensino superior portuguesa do subsetor [sic]... ; o maior projeto [sic] de língua portuguesa [nota-se] presente em Portugal e velhas províncias ultramarinas...
 É a maior. Do subsector e em projecto... -- Valente! Isto é que é grandeza.
 Quem diria da falta que um saca-agrafos pode fazer na praia. Vale-me que sou novo e estou de férias: tenho tempo para isto.

 

Pinhalmar

 O supermercado Pinhalmar mudou de nome -- Sol da Falésia. A senhora foi quem me disse, foi quem reparou.
 Tem sentido. O pinhal tem sido tão rapado que o Sol passou a bater mais na falésia.

Pinhalmar, Praia da Falésia - (c) 2011
Pinhalmar, Algarve - (c) 2011

Tarte de queijo

 Fim de almôço. Pergunto das sobremesas à empregada.
 -- O cheesecake, a mousse e o tiramisu são caseiros -- recomendou.
 -- Tarte de queijo, então, se fizer favor.

Tarte de queijo (cheesecake segundo o Priberam)
Tarte de queijo (cheesecake segundo o dicionário de língua portuguesa Priberam).

(-- Esta vida de turista!..., 30/VI/2013. Caderninho de capa preta.)

Escrito com Bic Laranja às 22:14
Verbete | comentar
9 comentários:
De [s.n.] a 5 de Agosto de 2013
Não assinalou a amarelo 'subsetor'. Foi distracção sua ou será que sempre se escreveu assim e eu nunca dei por isso?...
Quanto ao destempero do artigo, nem vale a pena opinar.
Maria

De [s.n.] a 5 de Agosto de 2013
Reparei que o faz no seu texto, chamando irònicamente e bem a atenção para esse facto, mas referia-me especìficamente ao artigo de jornal (que será porventura a única coisa em que eles repararão), como é dedutível.
Maria
De Bic Laranja a 5 de Agosto de 2013
Essa e a do projêto havia de tê-las riscadas a vermelho, sim senhora. Mas o que resolvi sublinhar foi literalmente que a Lusófona é a maior e em que dimensões é a maior.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 5 de Agosto de 2013
O grotesco é tal vir do sítio que vem, mal frequentado, pois então! Terá o caro Bic , conseguido arribar sem vomitar?
Cumpts
De Bic Laranja a 6 de Agosto de 2013
Ah, não. Esta coisas divertem.
Cumpts.
De ASeverino a 6 de Agosto de 2013
Seguiu-se concerteza o cofee-break.

Isto é que são alimárias, nem Português sabem falar e é só alarvices -tee-shirts; joggings, até o pessoal das obras já não fala no pessoal, tem escrito nas costas da camisola STAF...que país de analfabetos minha nossa...
De Bic Laranja a 6 de Agosto de 2013
Andamos a caminhar para a americanização, como já antes se deu por cá a romanização.
Cumpts.
De tron a 8 de Agosto de 2013
mas o bolo de café e natas também se come bem (tiramisu, receita italiana a qual aprendi a fazer com os programas de culinária que passam (ou passaram) na televisão e que me ensinaram alguns truques de cozinha e os mesmos programas me inspiraram para algumas receitas minhas nesta minha nova actividade que é ser cozinheiro.
Embora eu tenha aprendido de tenra idade a arte de fazer comer, apenas me tenha entregue a esta arte nos tempos mais recentes e aprendi de tenra idade porque faz parte da família tanto os filhos como as filhas aprenderem e ensinarem a cozinhar; no entanto tive tios ou que não quiseram aprender ou ensinar a cozinhar e esta transmissão felizmente a minha irmã fez aos meus 4 sobrinhos e espero um dia que tenha filhos também fazer o mesmo
De Bic Laranja a 14 de Agosto de 2013
Temos um Chefe Silva, já vejo.
Bolo de café e natas. A ver se fixo este nome.
Cumpts.

Comentar

Dezembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante



Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
Fugas do meu tinteiro
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente (pub)
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____