Terça-feira, 20 de Agosto de 2013

Negar Portugal com apoio da Antena 1

 Na semana passada, na emissora nacional (crismada Antena 1, uma subsidiária da Radiotelevisão Portuguesa Brasileira), deram destaque matinal a um artista baiano. Um rico destaque, como a todos vindos daquelas partes (imagino se aos que vão daqui lá sucede o recíproco).
 Na entrevista o cara revolvia-se e revirava-se a explicar o forró que trazia ao Coliseu de Lisboa. Procurava estribá-lo em tradições sanjoaninas «ibéricas» transpostas à Baía.
 Ibéricas.
 Lá numa vez recompôs o «ibéricas» com um «portuguesas»... Numa única vez.
 Não cuido que haja tradição baiana fundada em nada senão substratos índio, negro, e português.
 Pois... ibérico?!...
 Ibérico aqui é «espanhol» e na pulhice do cabra é habilidadezeca para encobrir o nome «português». -- Não querem lá, pois, ver o jagunço?!...
 Talvez me engane, mas gostaria de saber do artolas levar além Badalhouce o seu folclore de Zé Cabra, a ver o comprimento e a cor da passadeira lhe os ibéricos dali poriam. E qual o apoio da Rádio Nacional da Espanha, que dá no mesmo. Gostaria, pois!


(Imagem do «Apoio A1».)

Escrito com Bic Laranja às 18:30
Verbete | comentar
4 comentários:
De pvnam a 21 de Agosto de 2013
UMA ESTRATÉGIA DE SOBREVIVÊNCIA PARA PORTUGAL (nota: e outros…)
.
Uma NAÇÃO é uma comunidade duma mesma matriz racial onde existe partilha laços de sangue, com um património etno-cultural comum.
Uma PÁTRIA é a realização de uma Nação num espaço.
.
Não-nativos já naturalizados estão com uma demografia imparável… leia-se: os 'parvinhos-à-Sérvia' - vide Kosovo - que fiquem na sua…
Resumindo: antes que seja tarde demais, há que mobilizar aqueles nativos europeus que possuem disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência... e... SEPARATISMO-50-50!
{uma obs: se os autóctones europeus não estiverem dotados duma Coligação Defensiva (do tipo NATO)… os nazis made-in-USA aplicarão aos autóctones europeus o mesmo 'tratamento' que foi aplicado aos autóctones norte-americanos}
.
.
P.S.
Nazismo não é o ser 'alto e louro'... mas sim a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!...
Os 'globalization-lovers' nazis que andam por aí… buscam pretextos... para negar o Direito à sobrevivência das Identidades Autóctones.
Pelo contrário, os separatistas-50-50 não têm um discurso de negação de Direito à sobrevivência... os separatistas-50-50 apenas reivindicam o Direito à Sobrevivência da sua Identidade… leia-se: os 'globalization-lovers' que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa.
.
P.S.2.
Manifestações não-violentas (à Gandhi) por toda a Europa:
- «Pelo DIREITO À INDEPENDÊNCIA/SOBREVIVÊNCIA contra o NAZISMO-DEMOCRÁTICO».
Nota: Existem mais de 1200 milhões de chineses, existem mais de 1200 milhões de indianos, etc, etc, etc… e… existem Nazis-Democráticos!... Os Nazis-Democráticos insistem em acossar/perseguir qualquer meia-dezena de milhões de autóctones que defenda a sobrevivência da sua Nação/Pátria… leia-se: os Nazis-Democráticos pretendem determinar/negar democraticamente o DIREITO À SOBREVIVÊNCIA de outros…
.
P.S.3.
A CONVERSA DO COSTUME dos nazis made-in-USA
Os 'globalization-lovers'/(anti-sobrevivência de Identidades Autóctones) são uns nazis do piorio:
- veja-se o que os 'globalization-lovers' fizeram aos nativos norte-americanos: houve Identidades Autóctones que sofreram um Holocausto Massivo;
- veja-se o que os 'globalization-lovers' estão a fazer no Brasil aos nativos da Amazónia;
- etc.
Obs: devemos estar preparados para A CONVERSA DO COSTUME dos nazis made-in-USA [nota: estes nazis provocaram holocaustos massivos em Identidades Autóctones]: "a sobrevivência de Identidades Autóctones provoca danos à economia…"
De tron a 21 de Agosto de 2013
A chamada música que passa na antiga emissora nacional não a oiço, e da EN apenas oiço o futebol aos domingos porque mais nenhuma rádio passa o desporto-rei e não era o filho da minha mãe que ia ver música tão original como pudim instantâneo pago com os nossos impostos e a este senhor que veio de Terras de Vera Cruz, a pseudo-música africana que também tem o apoio da Televisão e Rádio do Estado e que na Praça de Espanha tem o seu grande núcleo de venda, o que me obriga a ligar o mp3, colocar uns auscultadores na cabeça e ouvir música melhor a altos berros cada vez que tenha que ir a Oncologia tratar dos meus achaques.
Infelizmente a minha caminhada de hoje revelou uma imagem de pesadelo e lhe deixo a ligação para o artigo que fiz e se quiser republicar a foto no seu canto tem a minha autorização e se precisar do link ou ligação do sapo fotos é só pedir
De Inspector Jaap a 21 de Agosto de 2013
Gostaria, caro Bic ? E gostaria muito bem, pois que o seu cepticismo é igualzinho ao meu; o mais provável seria o jagunço, (perdão, o sr. ministro, dobre a língua s.f.f.) como muito bem o adjectivou já que disso não passa, ser olimpicamente ignorado, pois que os castelhanos são bem mais nacionalistas e, se calhar, têm desprezo pelos vende-pátrias que por aqui pululam; mas isso sou eu a pensar (penar) alto.

Voltando ao jagunço: que há ele para admirar alguém com senso-comum, num sujeitinho que já foi ministro da cultura (não é engano, não, foi mesmo), o que prova que nunca se fez uma panela que não se fizesse um testo para ela) dum país que se quer apossar do nome de uma língua que já foi a deles, já que não tem qualquer capacidade para criar uma de raiz, nem sequer de falar e escrever correctamente a que lhe ofereceram de coração puro e cara lavada, mas que, ao mesmo tempo, tem vergonha de pronunciar o seu nome (é para mudar para brasileiro proximamente?)?

Termino dizendo o seguinte: aqui atrasado, tive o privilégio de ver ao vivo a Mariza no Estádio Municipal de Aveiro; vá lá saber-se por que espúrias razões, a vedeta em (des)apreço cantava logo a seguir; pois bem, o jagunço teve que quase se desculpar por ir cantar a seguir a tal sublime desempenho da predecessora; até aqui tudo bem; o engraçado é que o ruído com que mimoseou a audiência foi de tal qualidade, que para aí metade dela levantou-se e foi-se embora, comigo incluído, naturalmente; senti-me bem!
Cumpts
De Bic Laranja a 22 de Agosto de 2013
Embora não venha dali bom vento, sem dúvida o castelhano é orgulhoso. E não lho posso criticar.
Depois, sentiu-se V. bem muito bem.
Cumpts.

Comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____