11 comentários:
De José Lima a 28 de Agosto de 2013 às 13:48
Curiosa fotografia: clicando nela e engrandecendo-a, do lado direito vê-se a Avenida António Augusto de Aguiar e a Rua de São Sebastião da Pedreira. Desse lado, ao topo, observam-se as torres da Igreja dedicada ao mesmo santo, o actual Quartel-General, o Palácio Vilalva e os terrenos onde se virão a localizar a Praça de Espanha e a Gulbenkian.
De Bic Laranja a 29 de Agosto de 2013 às 13:15
Palacete Vilalva. A casa de José Maria Eugénio de Almeida seu parque particular (depois feira popular e Fundação Gulbenkian) onde sobressaem as extravagantes cavalariças à beira da Estrada de Benfica.
E o que me parece um bairro da lata imenso além da linha do Rêgo.
Cumpts.
De José Lima a 29 de Agosto de 2013 às 15:51
Caro Bic, tem toda a razão. Distingui entre o Quartel-General e o Palácio Vilalva porque, tanto quanto sei, os descendentes de Eugénio de Almeida continuaram a residir do outro lado da Marquês de Fronteira, no espaço onde se integravam as extravagantes cavalariças a que aludiu.
De José Lima a 28 de Agosto de 2013 às 13:50
À vista de todos, obviamente, sobressaem o Pavilhão dos Desportos, a Penitenciária, o Colégio de Campolide e o futuro parque Eduardo VII.
De Bic Laranja a 29 de Agosto de 2013 às 13:08
E o aqueduto enterrando-se no Monsanto sem todavia se perder.
Cumpts.
De Fernando Caetano a 8 de Setembro de 2013 às 23:11
Onde hoje está o Palácio de Justiça era o quartel de metralhadoras 1. O tal colégio de campolide - em 1934 já não devia ser colégio - por trás da penitenciária de Lisboa era o quartel de caçadores 5 e que agora é a faculdade de economia da Universidade Nova. No palacete à direita do quartel de metralhadoras 1 foi filmada a cena final do filme cantiga da rua.
De Bic Laranja a 15 de Setembro de 2013 às 21:30
São informações preciosas.
Das metralhadores não sabia.
De Caçadores 5 já me tinham falado (alguém que fez tropa lá e que viu alguns prisioneiros a escapulirem-se pelas traseiras da prisão) mas não me apercebi de ser o quartel justamente no Colégio.
Do palacete de Henrique de Mendonça já me tinha ocorrido, mas nunca procurei confirmá-lo.
Obrigado! :)
De Fernando Caetano a 15 de Setembro de 2013 às 23:36
Eu fiz parte do serviço militar em Caçadores, 5 nos anos 1964 e 1965. Era furriel miliciano.
Na parte inferior da fotografia ainda se vê um lago onde existiam umas gaivotas de recreio. O lago era alimentado por uma ribeira que vinha do lado da estufa fria. No arquivo fotográfico da CML existe uma foto da praça marquês de Pombal do principio dos anos 30. Em tempos recebi via mail essa foto.
De José Lima a 28 de Agosto de 2013 às 13:52
De resto, uma fotografia do tempo em que os gaioleiros ainda eram recentes e se encontrariam em boas condições de habitabilidade.
De Bic Laranja a 29 de Agosto de 2013 às 13:09
Havia-os melhores e piores. Mas entrávamos já decididamente na primeira fase do betão. Veja o Bairro Azul como ia adeantado.
Cumpts.
De José Lima a 29 de Agosto de 2013 às 15:52
É verdade, é verdade. E eu que até vivi lá durante quinze anos.

Comentar