Sexta-feira, 18 de Outubro de 2013

Saramago quá quá!

 O agramatical Saramago teve-se muito na conta de semi-deus. Ao depois de nobelizado as televisões endeusaram-no o resto que faltava. Das diabruras saneadoras no Diário de Notícias ou de aconchegar a roupa ao pêlo da primeira mulher nem pio. E também não consta que tenha agradecido o jeito nobelitante ao Sousa Lara. Enfim! Desde Homero que é consabida a sobranceria dos inquilinos do Olimpo mai-lo seu caprichoso pôr e dispor dos mortais.
 Por estas e por outras nem estranhei quando lhe ouvi que o olímpico Acordo Ortográfico não era muito consigo. Sabia ele ser bem aquilo mais um capricho dos deuses para amofinar os mortais e que, no fim, o paganismo anti-católico ou os arremedos da musa do samba é que são sagrados.
 Não estranhe o benévolo leitor, pois, os ínfimos Job e Caim -- ou a bíblica Sodoma -- saramagalmente grafados com minúscula. Nem se admire de ser Deus um senhor surdo como um velho qualquer. Os diabretes dos revisores lá estão, e guardam a saramagal escritura como os anjos do texto, pontapeando aspas em discurso directo ou demais pontuação. Mas o diabo, o diabo, é sambar com o pato!

Saramago, Caim, Caminho, 2011.
Saramago, Caim,, 12.ª ed., Caminho, 2011.
Imagem de João Roque Dias no livro das fuças, apud Aventar.

Escrito com Bic Laranja às 19:20
Verbete | comentar
17 comentários:
De Monteiro a 19 de Outubro de 2013
Bom dia
Qual é o problema ? O Senhor tem o direito de almoçar com o Diabo, esta vez foi um pato, podia ter sido um frango, um bacalhau ou uma sardinhada. Finalmente um sem o outro não existem
Bom fim de semana
De Bic Laranja a 19 de Outubro de 2013
Não existem Um sem o outro? Isso agora é que já não sei.
Cumpts.
De monteiro a 19 de Outubro de 2013
Tenho uma receita de arroz de pato de Maria de Lourdes Modesto, que é mesmo de se (danar).
Cumpts.
De Bic Laranja a 19 de Outubro de 2013
Aprecio.
Cumpts.
De Paulo Chinopa a 19 de Outubro de 2013
Estou espantado! O que é que isto tem a ver com Saramago? O AO90 quando entrou em vigor já ele era cinza....aliás, segundo os entendidos sob a vigência do AO mantém-se pacto. Portanto é gralha e incompetência do revisor....será?! Ele há coisas do diabo!!!!
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2013
Vamos por partes.

1) Numa das últimas entrevistas (à SIC Notícias, salvo erro) foi-lhe perguntado do Acordo Ortográfico. Respondeu que era tarde para ele mudar a sua escrita e que seria trabalho para os revisores. Caucionou o Acordo, para todo o efeito.

2) «Pacto» é «pacto», de facto. Mas «facto» também é «facto» e veja lá o Diário da Republica. Mas não colhe dizer que é mera nabice do revisor. A causa de o revisor dar em nabo foi a mudança ortográfica, desnecessária e assassina que liquidou sete décadas de estabilidade gráfica do português. Se nos revisores já vemos pelo calibre do disparate como o domínio da ortografia é periclitante, calcule então o que há-de ser com o resto da gente que, como sabemos, pouco dada às letras é.

3) Coisas do diabo são os detalhes. Os detalhes que lhe já acima dei e um mais diabólico que lhe deve ter passado. Se o Acordo Ortográfico é agora aplicado (e mal) aos textos do Saramago mutilando consoantes etimológicas com valor diacrítico, por que não é ele aplicado às maiúsculas dos nomes próprios? Que sentido faz adulterar o original do autor para lhe encostar o estúpido Acordo Ortográfico apenas na medida da Base IV, descuidando as mais, mormente as regras das maiúsculas e além delas as regras gerais da pontuação?!
A conclusão parece-me óbvia... Pois se querem caucionar o desconchavo ortográfico com a obra do Saramago, que o façam em pleno e normalizem-na por inteiro. Pode ser que finalmente os brasileiros a leiam sem se atrapalhar. Os portugueses virem a fazê-lo é que ponho mais dúvida.

Cumpts.
De Joe Bernard a 19 de Outubro de 2013
Gosto mais de pato com laranja, ou arroz de pato!
Pato com o diabo, pode ser bom, mas nunca provei...
De Bic Laranja a 19 de Outubro de 2013
Vou por si.
Cumpts.
De [s.n.] a 20 de Outubro de 2013
O que é que seria de esperar de uma criatura que além de comunista assanhado (o que fez dele automàticamente um anti-patriota e uma pessoa má) - já nem falando da razia criminosa que fez aos 24 jornalistas, sérios e honestos profissionais de longos anos ao serviço do Diário de Notícias (onde ele próprio se amesendou assim que surgiu a oportunidade) contra vontade da maioria dos jornalistas e da Redacção do jornal com o único propósito de lá meter os amigos do partido e mais alguns parasitas da sua igualha, que doutro não teriam onde cair mortos - basta atentar no seu sobrenome e constatar-se-á que atitudes traidoras como as que ele tomou só podem provir de dois tipos de pessoas, que afinal são uma e a mesma: a ideologia satânica que professava e a respectiva ascendência rácica que não deixam mentir. Pessoas desta índole são possuídas de um espírito maléfico intrínseco e são invejosas por natureza e capazes de praticar o pior dos males, por ódio, a todas as outras que não partilhem das suas ideias e/ou ideologia.
Caso se duvide, a História dos últimos cem anos, pelo menos, está fartíssima de o demonstrar.
Maria
De [s.n.] a 20 de Outubro de 2013
Esqueci-me de outro pormenor relativo à vasta erudição desta personagem de lenda.

Vá lá, vá lá, neste pedaço de prosa, pelo menos no que ao livro em questão diz respeito, o que já não é mau de todo..., ainda se dignou acentuar e pontuar a escrita!!! Até admira, já que para ele os sinais ortográficos e as letras maiúsculas nos substantivos próprios eram completamente dispensáveis. Por outras palavras, lexicogràficamente e sintaxiològicamente a língua portuguesa para ele valia zero. Que grande nobelizado que este nos saiu.
Maria
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2013
Não generalizaria tanto, mas que era um toleirão duma cegueira ideológica intratável, era. E não se deixe enganar pelo excerto. Só por engano há ali um ponto final ou qualquer outro sinal de pontuação que não vírgulas. Que monólito!
Cumpts.
De CapCréus a 20 de Outubro de 2013
É caso para dizer, que soube a pato!
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2013
Deve ser caldo Knorr.
Cumpts.
De tron a 20 de Outubro de 2013
Pato a provençal, é pato no forno e com castanhas numa base de vinho branco, chato de se fazer, mas segundo alguns conhecedores vale a pena o trabalho.
Pato com o diabo... bem deve ser algo a ver com claque do Sport, Lisboa e Benfica "Diabos Vermelhos"
De Bic laranja a 20 de Outubro de 2013
É. Lá vermelho era ele.
Cumpts.
De tron a 21 de Outubro de 2013
Sim é um facto e é outro facto que nunca fui capaz de ler um livro dele, gosto mais do Eça ou dos mais "modernos" em termos portugueses: João Aguiar ou aquele moço que apresenta o Telejornal ou outro chamado Luís Miguel Rocha que é inspirado Q.B. para me manter o vício da leitura em dia.
Agora de resto me viro para escritores estrangeiros, sobretudo por causa do custo dos livros (alguns deles já falecidos como Ian Fleming, ou o seu substituto nos livros de James Bond, John Gardner)ou então algo mais ligado a séries de ficção científica ou pesquisa científica, na condição de serem bons e eu os poder pagar
De mujahedin a 21 de Outubro de 2013
Já eu, dou graças pela Internet mais a vontade de quem empreendeu a digitalização de uma data de obras em portuguez, incluíndo muitas de Camilo, umas poucas de Eça, e várias outras de vários autores, tudo disponível à borla e nos vários feitios próprios para vários programas ou dispositivos de leitura electrónicos que se queiram usar, no Projecto Gutenberg.

Naturalmente há um acervo ainda maior de autores estrangeiros, em os querendo.

Assim, por maior que possa ser o "vício" da leitura, pretensiosos como Saramago, que se crêem mui originais e "criativos" degradando a sua língua, ao invés de com ela e nela criarem mais e melhor, felizmente só se lêem por sofrimento auto-infligido.
Quem quiser ler quem não precisava, nem precisou, de subverter o português para se distinguir, tem nesse Projecto Gutenberg muito por onde se entreter.

Comentar

Fevereiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Visitante



Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
Fugas do meu tinteiro
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente (pub)
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____