16 comentários:
De Joe Bernard a 27 de Novembro de 2013
Hoje é a pista 35.
De Bic Laranja a 27 de Novembro de 2013
Sim. O N descaiu 1º.
:)
Cumpts.
De tron a 30 de Novembro de 2013
Parabéns por ser destaque dos blogs do sapo e o nome Quinta do Narigão ainda existe e se eu não estiver enganado é a paragem de autocarro antes do cruzamento entre as Avenidas Gago Coutinho e EUA ou duas paragens antes e era terminal de uma carreira de serviço nocturno da Carris que fazia a zona do bairro da Encarnação
De Bic Laranja a 30 de Novembro de 2013
São terras -- as da Qta. do Narigão -- hoje sem habitações nem uso que se veja, de trás das moradias da Avança. Gago Coutinho. Nem sei se o dono sabe que as ali tem.
Cumpts.
De Rui a 30 de Novembro de 2013
Alguem sabe dizer me a logica dos numeros atribuidos as pistas de aviacao tipo a 36 ou 35 de aqui se fala
De castro a 30 de Novembro de 2013
Tem a ver com a orientação predominante dos ventos. Neste caso Pista 36, quer dizer que os ventos predominantes serão de Sul para que a aeronave aterre com vento de frente o que lhe dá maior sustentação e atenua o factor velocidade na aterragem.
De Bic Laranja a 30 de Novembro de 2013
Não tem que ver com ventos, mas com a rosa dos ventos.
Cumpts.
De Joao Oliveira Silva a 30 de Novembro de 2013
O nº atribuido às pistas tem a ver com a sua orientação relativamente ao norte na bussola.
A mais comprida é a 03 se a aproximação for feita pelo sul way-point CP ( caparica ) mas a mesma pista será a 21 se a aproximação for feita pelo norte, arruda. Estará, por conseguinte, afastada 30 ou 210 graus.
A outra pista é a 35 se aproximação for feita pelo vale de chelas ou 17 se a aproximação for feita por odivelas ( não se usa ).
A portela é segura e os ventos predominantes durante grande parte do ano serão norte/sul. Em alguns períodos, sobretudo o inverno há ventos sul/norte. Os aviões deverão aterrar ou descolar contra o vento e o flight envelope de cada modelo de avião determina até quantos ventos de quantos nós se pode aterrar ou descolar.
Disponha mais.
Cumprimentos,
De Ze Pinto a 30 de Novembro de 2013
E ISSO MESMO. FUI CONTROLADOR
De Rui a 30 de Novembro de 2013
Alguem sabe dizer me a logica dos numeros atribuidos as pistas de aviacao tipo a 36 ou 35 de aqui se fala
De Bic Laranja a 30 de Novembro de 2013
O N.º das pistas é a referência da sua posição na rosa dos ventos. A pista 36 aponta os 360°, ao N magnético, portanto. Um avião que aterre de lá para cá aterrará na mesma pista mas dir-se-á aterrar na pista 18 (180°, sentido do Sul, portanto).
A pista 36 passou a 35 porque o N magnético se desviou 1° em relação ao N geográfico. A navegação com bússola usa o N magnético e uma pista 36 a não coincidir com a indicação das bússolas daria confusão.
Cumpts.
De Rui a 30 de Novembro de 2013
Desde ja o meu obrigado pelo esclarecimento. Fico muito contente pelo pronto auxilio.
De [s.n.] a 1 de Dezembro de 2013
Do que eu gosto sobremaneira nesta fotografia é do alinhamento perfeito das moradias em ambos os lados da Avenida, a partir da dos Estados Unidos da América até onde hoje é/era?, a Rotunda do Relógio, assim chamada. Aquele primeiro edifício à esquerda dá início à dita Avenida, não é assim?

Umas pessoas da minha família viveram durante dezenas de anos e até bem depois da democracia ter aterrado no nosso país sem nos pedir licença, numa dessas enormes moradias. Estas, as maiores, imediatamente antes do 25/4 custavam cerca de 150 contos!... Compare-se o preço do nosso dinheiro e o modo de vida de então com o incomportável e criminoso a que chegámos graças à corrupta e diabólica democracia, a mesma que levou anos a prometer-nos o Sol na Terra com o objectivo último de levar um povo ingénuo no engodo, quando a verdade é que o tão endeusado quão demoníaco regime só serviu para destruir a nossa economia, para virar do avesso a ordem estabelecida, simples mas pacífica e segura, para trocar à sorrelfa o nosso fortíssimo escudo (ùnicamente para encher de milhares de milhões as contas off-shore dos traidores e òbviamente as da seita mundialista (ziocon, como é designada e bem por David Duke) que propositadamente aqui os colocou e para a qual trabalham denodadamente a tempo inteiro) por uma ridícula moeda que não vale os segundos que levamos a tirá-la do porta-moedas, quando é por demais sabido que estes eram os inalienáveis valores-pátrios que nos garantiam a Soberania, a Independência e o desenvolvimento do país no seu todo.

Alguém já pensou na quantia astronómica que teria de pagar para mandar construir uma daquelas excelentes e enormes moradias nesta excelsa democracia? Mesmo e apesar do natural (mas não muito) aumento do custo de vida que entretanto se houvesse verificado? Façam as contas... Pois, é isso mesmo!
Maria
De Bic Laranja a 2 de Dezembro de 2013
O troço da Gago Coutinho que se vê é acima da Av. Dom Rodrigo da Cunha, não abarca a Av. dos Estados Unidos. O prédio faz gaveto entre aquela e a Gago Coutinho.

Cumpts.

De CMRL50 a 21 de Maio de 2017
Tem a certeza que a foto é de 1968? Quando foi inaugurada a 2.ª Circular? Por outro lado, o que significa "cliché do Comandante Amado da Cunha"? Obrigado.
De Bic Laranja a 1 de Junho de 2017
Deve ser indicação que li na fotografia. Não a tenho agora na minha posse.
O troço da 2.ª Circular entre o Campo Grande e o Aeroporto foi feito por 1970.
Quere dizer que a chapa foi batida pelo Cte. Amado da Cunha.
Cumpts.

Comentar