8 comentários:
De CapCréus a 29 de Dezembro de 2013
Nada de muito novo, só a quantidade é que muda.
Todos os dias Lisboa mete nojo e ninguém faz ou diz nada.
De Bic Laranja a 29 de Dezembro de 2013
É verdade. O jornalismo panfletário só se dedica a causas nobres. A estrumeira em que Lisboa se tornou não lhe interessa.
Feliz anno nôvo!
De real a 29 de Dezembro de 2013
É o lixo, é o abate indiscriminado de árvores, é o estacionamento em cima das passadeiras. Poderia estar aqui ad eternum a apontar a obras destes pedreiros de avental.
De Bic Laranja a 31 de Dezembro de 2013
Do seu comentário vem a propósito dizer aqui que todas as árvores do Largo do Leão, a Arroios, foram cortadas. Se foi por moléstia, importa notar que as adjacente da Av. Manuel da Maia e da Rua Visconde de Santarém não sofreram o radical «tratamento».

A moléstia deve estar em quem mandou cortar, portanto...

Feliz anno novo!
De José Leite a 30 de Dezembro de 2013
Caro Bic Laranja

Não é meu costume fazer comentários desta natureza, mas já se está ultrapassando tudo e todos, por alguns ...

Qualquer comentário às acções da nova "ditadura do proletariado" ou melhor ... da "ditadura do funcionalismo público e funcionários de empresas do Estado", que continuam a ser a classe preveligiada deste país, só superada pela classe do Tribunal Constitucional (exemplo nacional de equidade), e ás quais o restante povo (uns milhões ... e pagantes) está indefeso, é pura perda de tempo, infelizmente.

Os meus cumprimentos

José Leite
De Bic Laranja a 31 de Dezembro de 2013
Bem sei e é certíssimo o que me diz. Mas que faria eu por se até o desabafo houvesse de calar, por inconsequente?...

Cumpts.
De tron a 31 de Dezembro de 2013
perto de onde moro, no meu recanto andei a publicar umas fotos com a nova imagem de Portugal, melhor a imagem do governo de Portugal
De Bic Laranja a 31 de Dezembro de 2013
Bem verdade. A trampa brota das cabeças desses regentes directamente para os passeios da cidade.
Vómito de gente.

Feliz anno novo!

Comentar