Segunda-feira, 19 de Março de 2007

Histórias de amendoins

 Estava enganado na rua...
 Algumas vezes vínhamos pela Sabino de Sousa para comprar amendoins. Mais a rogo do mano que meu, que eu era mais amigo de guloseimas. Vínhamos com a mãe das compras. O itinerário era influenciado por pequenas coisas: um dia pela Actor Vale por causa das bolas de Berlim ou dos sorvetes, outro dia pela senhora dos amendoins na Sabino de Sousa; habilidades da mãe que não encurtavam os trajectos a pé mas que os tornavam mais amenos a nós, o mano e eu.
 A senhora lá adiante no passeio, além do carro, parecendo conversar de cabeça erguida com alguém à janela... Era por ali a janela da senhora dos amendoins. Talvez um nadinha mais para cá. Era num rés-do-chão pouco alto, porque eu, pequenino, chegava ao parapeito da janela. A senhora aviava os amendoins em cartuchinhos de mercearia e nós lá seguíamos satisfeitos rua adiante, escascando e comendo...
 Por uma ou duas vezes - houve mais, por certo - atravessámos para o passeio de lá. Esta Rua Sabino de Sousa inflecte a 90º o seu curso e eu engraçava com o recanto do passeio lá ao fundo, mais as janelas das casas em ângulo, tão juntas ao canto que as vizinhas se podiam dar as mãos. Julgo que eram por capricho meu essas mudanças de passeio. Mas calhava bem, que na continuação do passeio, no troço final da rua já a chegar ao Jardim da Nêspera, havia um armazém de bananas de que éramos fregueses.
 Os prédios de topo foram demolidos. O que se edificou tem um arco para ligação desta rua a uma praceta que se fez lá por trás.

Chafariz da Rua Sabino de Sousa, Alto do Pina (A.J.Fernandes, 1964)
Chafariz da Rua Sabino de Sousa, Alto do Pina, [s.d.] [1964].
Augusto de Jesus Fernandes, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

 O pitoresco chafariz é o marco mais notável desta rua; fica no cruzamento com a Rua Quatro de Agosto. Não conheço em Lisboa outro igual.
 Sábado, cá a senhora comprou amendoins no café do costume lá na Praia das Maçãs. Vinham num pacote plástico luzidio, de cores metalizadas; tinham paprika ou especiarias - uma coisa assim -, e muito sal; aberto o pacote não era preciso descascar... Com isto lembrei cá à senhora umas máquinas que se punha cinco ou dez tostões e, rodando um manípulo, aparava-se os amendoins que caíam com as mãos em concha. E a seguir lembrou-me da história lá de cima.
  Estava enganado na rua. Chamei à Sabino de Sousa Quatro de Agosto.

Chafariz da Rua Sabino de Sousa, Alto do Pina (A.Serôdio,1964)
Chafariz da Rua Sabino de Sousa, Rua Quatro de Agosto, 1964.
Armando Serôdio in Arquivo Fotográfico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 06:47
Verbete | comentar
3 comentários:
De Bic Laranja a 19 de Março de 2007
Havia de contar muitas históras este chafariz... Agradeço-lhe a história do sr. Victor, Dona T. // É demasiado gentil, D. Scarlata, muito obrigado! // Cumpts. e votos de boa semana, minhas senhoras!
De Scarlata a 19 de Março de 2007
Pronto, la' venho eu dizer que gosto muito dos seus contos... que fazer? Sou repetitiva. ;-)
Boa semana.
De T a 19 de Março de 2007
Olha o chafariz do Sr Victor! Era o nosso motorista de trabalho e tinha passado os tempos de infância ali. Fazia sempre desvios maquiavélicos para passar por ali, para nos dizer: Olha o meu chafariz e contar mais uma história de infância.Sempre diferentes. Agora o Sr Victor é motorista duma chefia qualquer, nas continua com o seu bigode e sorriso malandreco muito à Alto de Pina.
Boa lembrança, Senhor Bic! Saudades do Sr Victore da sua R4!

Comentar

Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
21
23
25
26
27
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____