16 comentários:
De Percival a 16 de Maio de 2024
País de ridículos...
Ao aeroporto novo juntam-lhe uma ponte nova e uma linha de TGV, cujo desvio para Alcochete vai fazer com que o trem novo demore mais tempo a chegar a Lisboa que o actual alfa-pendular.
A factura final cifra-se em mais de 10 mil milhões de euros (10.000.000.000 €), por enquanto, e os perdigoteiros aindam zurram que não vai custar nada aos cãotribuintes!!!
RI DÍ CU LOS, nem mais.
De Bic Laranja a 16 de Maio de 2024
Isso, se fizerem o anunciado aeroporto.
Quando começam?
Cumpts.
De [s.n.] a 17 de Maio de 2024
Mas está bom de ver:
Nas calendas da Grécia, caro Bic!
De Inspector Jaap a 17 de Maio de 2024
Mas está bom de ver:
Nas calendas da Grécia, caro Bic!
Desta vez com assinatura... Peço desculpa pelo lapso.
De Bic Laranja a 17 de Maio de 2024
Certamente! É como a democracia; é boa para os gregos.
Cumpts.
De [s.n.] a 16 de Maio de 2024
Vai ser, se for, interessante, os estrangeiros que escrevem e dizem Lisbon, como é que vão dizer Camões.
Talvez escrever Camoes e dizer Cámóés.

Cumprts.
De Percival a 17 de Maio de 2024
Há muito que os bifes escrevem Camoens.
De Bic Laranja a 17 de Maio de 2024
Aprenderam cedo com quem sabia e não esqueceram. Nem fizeram reformas ortográficas.
Cumpts.
De [s.n.] a 17 de Maio de 2024
Em 1613 andavam por cá os castelhanos e não havia ões para ninguém.
De Bic Laranja a 18 de Maio de 2024
Havia, havia. Iam daqui até á Índia.
Cumpts.
De [s.n.] a 18 de Maio de 2024
Pois, nesse aspecto tem razão. O til sinal de nasalização aparece na gramática de João de Barros sec.XVI.

Cumpts.

De Pedro Nogueira a 17 de Maio de 2024
Antes mesmo de ter um tijolo em pé (ou deitado), ainda hão-de aparecer os dos costume a dizer que já há derrapagem no orçamento.
Cumprimentos.
De Percival a 17 de Maio de 2024
Os do costume já vieram se queixar com o impacto ambiental do Camões.
E a Ota, já não serve?
De Pedro Nogueira a 17 de Maio de 2024
Porventura, quem tinha terrenos junto da OTA, não tinha os amigos certos. A escolha deve ter sido feita de acordo com quem vai lucrar mais na a valorização da área envolvente. De caminho, matam-se mais uns valentes milhares de aves em zona protegida. Agora abundam, mas que daqui a uma década, nem vê-los.
De Bic Laranja a 17 de Maio de 2024
Deve andar por aí a habilidade. Estes que agora estão precisavam de meter a mão no pote. Andavam à séca havia um rôr de tempo e, antes que caiam da corda bamba, daqui a pressa.
O enfeite do poeta zarolho é para distrair, mas valha-lhes a ironia, pois são de Olhão.
Mas nós aqui somos de Faro…

Cumpts.
De Pedro Nogueira a 17 de Maio de 2024

Muito bom!

Comentar