De José Lima a 15 de Fevereiro de 2018 às 17:03
O tipo com chapéu de coco na extrema-esquerda da fotografia tem um ar jacobino especialmente sinistro. Mais atrás, há também umas personagens com uns chapéus de abas largas que parecem saídos de um “western spaghetti”, desses em que a Sicília e a Calábria passavam por ser o deserto mexicano.
De Bic Laranja a 18 de Fevereiro de 2018 às 10:24
Os cocos eram janotas republicanos. Burgueses.
Os de chapéu de aba, à ribatejana, eram mais castiços; caciques; uma espécie que se conserva é que só mudou na indumentária — um deles ali ao meio, vai se não é o fadista do célebre quadro de Malhoa...
Os maltrapilhos é que se civilizaram mais: vêem-se ainda agora por ali de andrajos e calças rasgadas, mas as tatuagens e às ferragens nas orelhas e nas ventas dão-lhe um polimento muito mais moderno, chic até...
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.