7 comentários:
De José Lima a 16 de Dezembro de 2017
Em termos mais prosaicos, será quem "choca" o "ovo". Coisas deste "admirável" mundo novo, como bem refere...
De Bic Laranja a 16 de Dezembro de 2017
Avó chocará neto, portanto. Seria título de notícia muito melhor, havemos de concordar.
Cumpts.
De José Lima a 17 de Dezembro de 2017
De Valdemar Silva a 16 de Dezembro de 2017
É o conhecido o caso do latoeiro que, quando a mulher dele foi para a Maternidade a ter um filho, se aproveitou da enteada, filha da mulher dele, para também a engravidar.
Passados meia dúzia de anos, assistia-se a uma zanga entre as duas crianças, procurando auxílio na mulher do latoeiro:
-Avó o mano bateu-me, disse o filho da filha;
-Mãe foi o mano que me bateu primeiro, disse o filho dela.
No caso da 'barriga de aluguer' é bem diferente e, até, vai dar aso a um novo grau de parentesco: Mãevó.

Boas Festas
Valdemar Silva

(Há mais de 2000 anos o Espírito Santo também se serviu da barriga de Maria para gerar Jesus)




De Bic Laranja a 16 de Dezembro de 2017
Ahahaha! Está boa.
Mas há dois mil e tal anos não havia nenhum conselho de procriação oficial a dar «luz verde» e assistência. Nem Santa Anna foi rebaixada a chocadeira.

Feliz Natal!
De a 20 de Dezembro de 2017
A Virgem Maria não foi barriga de aluguer porque não substituiu nenhuma mulher na sua gravidez e depois de Jesus nascer, ela não o entregou a outra mulher que fosse fazer o papel de mãe. Logo, Maria não foi incubadora nem chocadeira por ninguém, ela teve o seu próprio filho, ou seja, Maria foi Mãe! Porque se Jesus é o Filho de Deus, também é o Filho de Maria (algo que a Igreja nunca negou).

Feliz e Santo Natal.
De Bic Laranja a 20 de Dezembro de 2017
É verdade. Não é demais lembrá-lo assim, de maneira séria.
Feliz Natal!

Comentar