Sábado, 30 de Setembro de 2017

Dia de reflexão

 O merdina, a empreitada que tinha fisgada para a 2.ª Circular, foi plantá-la no Campo Grande. Parece que afinal, do crepitar subcapilar e inter-orelhal deste enxertado cedofeito, sempre chispou faúlha do plantio arborícola que lhe incendeia as meninges: o Campo Grande — aí sim! — O arvoredo a replantar é de tomo e tanto mais avultada é a encomenda aos hortos da adjudicação directa municipalo-partidária. Sendo que árvores eram coisa nunca antes vista no Campo Grande.
 O ciclo-alfacinha rarefeito como o autolisboeta emelicamente bloqueado, prevejo, botam-lhe amanhã vegetalmente o voto.
  Não é linda a democracia?!

Campo Grande, Lisboa (P. Guedes, post 1902)
Campo Grande, Lisboa, post 1902.
Paulo Guedes, in archivo photographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 21:16
Verbete | comentar
6 comentários:
De [s.n.] a 3 de Outubro de 2017
Que bonita imagem. É bom que a tenha publicado para que os vendilhões de Pátrias e destruidores de cidades, de parques e jardins, vejam com olhos de ver o que foi o maravilhoso Campo Grande e isto já acontecia em 1900! E tenham vergonha na cara pelos crimes urbanísticos e paisagísticos que têm andado a cometer desde há décadas sem que um único dos prevaricadores tenha sido punido.

Mas que digo eu? Vergonha? Esta seita que nos governa mais os camaradas que se têm acoitado desde a primeira hora na Câmara de Lisboa, têm lá vergonha na cara!, eles querem é que o país se afunde mais do que já está e em todos os domínios da sociedade, tendo como missão prioritária, a par de milhentas outras à revelia dos munícipes, a descaracterização da Capital como tem vindo a acontecer criminosa e impunemente desde o 25/4.

Desculpe a ignorância, mas o que é que este Medina quer fazer ao que foi o maravilhoso Campo Grande, desfeiteá-lo mais do que já está e isto desde há muitas décadas? Feve ser.

Campo Grande!, que saudades me deixa por ter lá brincado durante a minha infância e muito mais tarde, já com os meus filhos pequeninos, por lá passeámos muitas vezes para eles brincarem e andarmos todos0 de barco. Tudo à nossa volta estava impecável, tudo estava bem tratado, era um prazer ir passear ao Campo Grande.

Quando é que nos vamos livrar deste bando de malfeitores? Que Deus me perdoe, mas pelo mal que nos têm feito mais valia nunca tivessem visto a luz do dia.
Maria


De Bic Laranja a 4 de Outubro de 2017
O Me(r)dina entaipou por lá tudo desde Entrecampos à piscina. Não sei o que vai por lá, mas há muita lenha amontoada.
Que pena não ser na cabeça dele.
Cumpts.
De [s.n.] a 5 de Outubro de 2017
Isso, isso! Gente desnaturada. Raios os partam e diabos os levem.
Maria
De [s.n.] a 6 de Outubro de 2017
IRRA, CHIÇA, PENICO DE BARRO, ABRENUNCIO, SARAMAGO e
PÉ DE CABRA!

Com todo o respeito aos dignos visitantes deste blog

Zé das Caldas


De tron a 7 de Outubro de 2017
e foram votar no Medina... sem comentários
De Bic Laranja a 7 de Outubro de 2017
Claro que foram. É a democracia.
Cumpts.

Comentar

Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
17
19
21
23
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____