7 comentários:
De José Lima a 15 de Setembro de 2015
Terrível e absurdo o complexo de inferioridade que tantos portugueses continuam a ter em relação ao Norte da Europa, em enormíssima parte por grave desconhecimento da História, Cultura e Instituições Tradicionais do seu próprio País. Desde os estrangeirados do Marquês, passando pelas gerações de 1870 e de 1960, e acabando nos cretinos totalmente formatados pelo sistema de ensino abrilesco (a geração que está agora nos trinta e poucos, e onde se recrutam a maior parte dos "jornalistas" que nos entram pela casa dentro a ensinar o que podemos e o que não podemos pensar...), esta é uma autêntica praga da qual Portugal ainda não se conseguiu ver livre.
De Inspector Jaap a 15 de Setembro de 2015
Subscrevo integralmente o que foi escrito acima; está, de facto, em marcha um processo sibilino de estupidificação nacional que só vai parar quando esta geração perdida se puser a pensar; aí, tenho a certeza, vai tudo pela borda fora; 1640 no horizonte? a ver vamos.
Cumpts
De Bic Laranja a 15 de Setembro de 2015
O único que vejo nesse Norte europeu são cenouras. Como burros são o fomento de Abril, está bom de ver-se...
Portugal, esse acabou. Não se resgatará.
Cumpts.
De José Lima a 16 de Setembro de 2015
Sabe, eu ainda tenho esperança, ainda rezo por Portugal, mas concordo consigo quanto a esse caso ser pouco mais que desesperado.
De Bic Laranja a 16 de Setembro de 2015
Deus queira! Deus queira!
De Joe Bernard a 15 de Setembro de 2015
Fico mais preocupado com a retirada do programa dos temas de doenças sexualmente transmissíveis e anticoncepcionais!
De Bic Laranja a 15 de Setembro de 2015
Todos diferentes todos iguais, reproduzam-se os coelhos...
E pratique-se a selecção natural dos mais robustos...
Admirável homem novo!
Cumpts.

Comentar