3 comentários:
De Bic Laranja a 9 de Novembro de 2016
Imagino se ainda há escultores do género por cá. A haver terão de mendigar para viver. Não se valoriza valoriza a estatuária figurativa. Nem se deve ensiná-la nas Belas Artes; para figurar quem? Os heróis da História envergonham; os do presente são surreais...
O Centro Cavacal de Belém é outro paradigma. Ou o mesmo... Ante os Jerónimos...
Cumpts.
De [s.n.] a 9 de Novembro de 2016
É exactamente como diz, sem tirar nem pôr.
Maria

Comentar