21 comentários:
De zazie a 19 de Janeiro de 2016
Era mesmo!

Obrigada.

Ainda tenho fotografias da minha adolescência nessas paragens (ainda que nessa altura o colégio já estivesse desactivado. Mas existia a escola de equitação).

De xpto a 20 de Janeiro de 2016
Mais depressa se apanha um mentiroso...

Zazie é um homem.

O colégio "Infante de Sagres", que frequentei, era só para rapazes. Cavá-los! Propriedade duns nobres "de Palma" (daí a Calçada de Palma de Baixo). Ocupavam várias moradias na Quinta. Venderam aquilo tudo, como hoje se vê. Conheci a malta de Palma da minha geração em Monte Gordo, durante dois verões. Na altura eram bem educados mas convencidos: os precursores dos bétinhos.
De zazie a 20 de Janeiro de 2016
ò cretino.

Homem é a tua mãe.

Eu nunca disse que andei no colégio. Até disse que já estava desactivado.
Ia lá praticar equitação.

A equitação não era só para homens, como é óbvio de ver.

Essa escola depois ainda mudou e foi para um recinto ao lado da antiga RTP na alameda do Lumiar

Uma das Palma Leal foi minha colega no Colégio Académico, onde andei.
De Bic Laranja a 20 de Janeiro de 2016
Comentários são bem vindos. Questiúnculas pessoais, não!
Agradeço a contenção.
De xpto a 20 de Janeiro de 2016
Questiúnculas é com o zazie
De Bic Laranja a 20 de Janeiro de 2016
As suas questiúnculas não me interessam. São descabidas aqui.
De zazie a 20 de Janeiro de 2016
Este xpto é tarado. Só vem aqui para me perseguir e insultar.

Há cada doente mental à solta na net que faz favor.

Qual é a ideia de um idiota que nem blogue tem e que ninguém conhece, vir dizer que eu sou homem ou minto.

Eu tenho um blogue e há um bom punhado de internautas que me conhecem ao vivo.

Não tenho que justificar nada e muito menos que aturar imbecis de má-fé e ordinários que vêm aqui para estragar a delicadeza do Bic Laranja
De xpto a 20 de Janeiro de 2016
Quem se justifica escrevendo que "Não tenho que justificar nada", é claro como água que é aldrabão.
De Bic Laranja a 20 de Janeiro de 2016
O modo trauliteiro aqui é exclusivo meu. É escusado continuar. Não terá mais resposta à sua provocaçãozinha.
De [s.n.] a 20 de Janeiro de 2016
Só por coisas- está aqui.

Fernando Ralão- foi este o excelente cavaleiro que me deu aulas. Ainda na Infante Sagres do Infante Sagres da calçada

http://www.equitacao.com/noticia.php?n=9389&

(já não me conseguia lembrar do nome mas foi ele. Era excelente. E havia outro instrutor mais velho do qual não me recordo o nome).
De zazie a 20 de Janeiro de 2016
Emílio Mota!

O Sr. Mota da Infante Sagres- aqui:

http://www.celg.pt/centro_equestre/luis_valenca2.htm

Mais rapidamente se apanha um rufia cretino e se prova que mentiroso é ele.
De zazie a 20 de Janeiro de 2016
«Em 1963 começou a trabalhar profissionalmente no ensino de Cavalos no Picadeiro Infante de Sagres e após a extinção destas instalações continuou no Picadeiro da Alameda das Linhas de Torres, no Lumiar, também propriedade de seu Padrinho.»

Tal e qual como eu disse.
De Bic Laranja a 20 de Janeiro de 2016
Na verdade o meio mal-entendido enriqueceu o verbete. Obrigado!
De zazie a 20 de Janeiro de 2016
De nada, caro Bic

A última escola ficava ao pé de outra coisa lindíssima e que me maravilhava a fantasia- os Estúdios da Tobis

De zazie a 20 de Janeiro de 2016
Só uma nota para que isto nunca mais aconteça:

Eu não faço a menor ideia quem seja esse tal xpto e nunca antes, em parte alguma da blogosfera, tinha sequer dialogado com o psicopata.

A perseguição e insultos aconteceram exclusivamente aqui (hoje e no outro dia desejando-me a morte a título de nada) por patologia que nem me interessa apurar.
De Bic Laranja a 20 de Janeiro de 2016
Bem sei. Foi meio intempestivo não sei sei porquê.
Adeante.
De José Lima a 21 de Janeiro de 2016
No lugar de Palma, que menciona, laborou a Fábrica Cerâmica da Viúva Lamego até ao fim dos anos 80: recordo-me bem do som da sereia fabril que assinalava o início e o fim das jornadas de trabalho. Palma era portanto, na sua génese, um lugar eminentemente operário, como se comprova pelo casario térreo mais antigo que ainda hoje por lá se consegue vislumbrar.

De resto, a zona das Laranjeiras e de Benfica pré-anos 1950/1960 tinha esta curiosidade: nela se mesclavam vilas e casario operário com palácios e quintas de famílias aristocráticas ou com origens na ascendente burguesia liberal oitocentista.
De Bic Laranja a 23 de Janeiro de 2016
Não foi só nas Laranjeiras. De Chelas a Marvila e ao Poço do Bispo há palácios e quintas rodeadas por vilas operárias. Em Alcântara também mas sobram menos vestígios.
A dinâmica industrial e urbana deveio no que sabemos, e continuará, até à entropia geral.
Cumpts.
De José Lima a 24 de Janeiro de 2016
Bem lembrado, eu é que não conheço tão bem a zona oriental de Lisboa e não recordei desse exemplo.
De Zephyrus a 21 de Janeiro de 2016
A zazie é mulher. Conheço uma pessoa ligada à Arquitectura que a conhece e me falou dela. Esse boato de ser homem é apenas isso. Um boato.
De zazie a 21 de Janeiro de 2016
Uma pessoa ligada à arquitectura que me conhece? como zazie?

Essa é que me intriga porque eu só ando clandestina para quem me conhece

AHAHAHAHAH

Comentar