Domingo, 21 de Fevereiro de 2021

Lisboa em dia de nevoeiro

Avenida, Lisboa (M. Novaes, 1947)
A Avenida e os Restauradores, Lisboa, 1946-47.
Mario de Novaes, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

 

  O lado oriental dos Restauradores e o 1.º trôço da Av. da Liberdade num instante a seguir a… Calhando, o cinzento de hontem ha 75 annos não era chuva, era antes nevoeiro.

Escrito com Bic Laranja às 13:10
Verbete | comentar
15 comentários:
De [s.n.] a 21 de Fevereiro de 2021
Esta fotografia a cores devia ser interessante.
O pinheiro do lado dt., em frente do Café "Palladium" e mais pequeno que o outro, não cresceu muito, em 1958 já não existia. Provavelmente, devido às obras do Metro foi abatido.
Outro pormenor interessante é o do Edifício dos Correios. Julgo que o crescimento de mais dois andares seria recente, tendo sido aproveitado no último andar o remate que existia anteriormente no palacete de dois pisos.

Cumpts.
De Bic Laranja a 21 de Fevereiro de 2021
O palacete Anjos (o dos correios) subiu dois andares depois de 1939.
Cumpts.
De Bic Laranja a 21 de Fevereiro de 2021
1 andar, corrijo.
De [s.n.] a 21 de Fevereiro de 2021
O Palacete Anjos tinha dois andares.
Quer dizer que inicialmente só subiu um andar? Então houve outra obra posterior, na imagem contamos quatro andares.

Cumpts.



De Bic Laranja a 22 de Fevereiro de 2021
Não. Subiu um andar em relação às águas furtadas, que queriam o 3.° andar que tinha antes.
Cumpts.
De [s.n.] a 22 de Fevereiro de 2021
Lembra-se do nome do dono deste Palacete, mandado contruir ainda no Séc. Dezoito, não é verdade?

Não consigo abrir o linque que deixou num dos seus comentários, em que se via o Palacete por inteiro na Praça dos Restauradores e gostava de voltar a ver.
Maria
De Bic Laranja a 23 de Fevereiro de 2021
Policarpo Pecquet Ferreira dos Anjos.
V. https://biclaranja.blogs.sapo.pt/546729.html
Cumpts.
De [s.n.] a 24 de Fevereiro de 2021
Fui ver, uma maravilha. O Palacete foi mandado contruir por Lázaro Mongiardino, um italiano muito abastado, no Séc. dezoito. Outro Palacete (ou moradia ampla, dividida a meio com um espaço que se supõe ter servido para a entrada de Coches) fica quase em frente desde Palacete, mas situada na Rua de trás (ainda a de São José?), também imponente e muito bonita. Foi mandada construir pelo mesmo italiano pouco tempo depois do Palacete dos Restauradores. Disseram-me há anos que ainda conserva parte do riquíssimo mobiliário original.

Felizmente nenhum destes lindíssimos Palacetes foi derrubado com a passagem do tempo e sim aproveitado. Mas esta conservação de autênticas Obras de Arte urbana deve-se ao Antigo Regime como é bom de ver. Nesses tempos não só as conservava como as restaurava, graças a Deus.
Maria
De [s.n.] a 24 de Fevereiro de 2021
Correcção: Lázaro Mongiardini

Maria
De [s.n.] a 25 de Fevereiro de 2021
Para quem tiver interesse em saber mais sobre este multimilionário italiano que veio viver no Séc. dezoito para Portugal e por cá casou, teve filhos e por cá ficou até morrer, informo que o Palacete que ele mandou construir na Praça dos Restauradores, fê-lo depois do terramoto de 1755 que destruiu meia Lisboa ou seja a Baixa e a Alta da cidade. O terramoto reduziu a quase pó o seu Palácio original que ficava situado na Alta de Lisboa no espaço onde hoje se situa o Largo Eça de Queiróz. O mesmo aconteceu não só ao seu como a outros Palácios, Palacetes e moradias circundantes. Toda aquela imensa zona ficou totalmente arrazada.

Existem belíssimas gravuras (tenho uma) que demonstram ao pormenor como ficou toda aquela imensa zona após a passagem do terramoto.
Maria

De Bic Laranja a 28 de Fevereiro de 2021
Ando muito esquecido. Certas vezes releio o que escrevi e nem sei bem já como aprendi o que fui capaz de escrever.
A cabeça já não presta.
Esse palacete da Rua de São José não é o tal dos correios? Falámos d’ elle em tempos.
De [s.n.] a 28 de Fevereiro de 2021
Parece-me que tem razão, mas estive lá há bastante tempo e já não me recordo…, a minha memória também não anda lá muito bem:)

Mas sim, creio que este outro Palacete é uma extensão do dos Correios dos Restauradores, com outras valências que não atendimento ao público. A única coisa que me alegra é não terem destruído nenhum dos dois. Se o Lázaro pudesse voltar à vida quão feliz ficaria de verificar que a sua Obra ainda estaria de pé sem derrubes dos Palácios nem sequer alterações das fachadas.

É curioso lembrar que Lázaro também construiu um Palacete em Loures, com uma linda Capela anexada, para a família passar as férias de Verão. Naquele tempo Loures era campo e ficava muito longe de Lisboa.
Maria
De [s.n.] a 28 de Fevereiro de 2021
Tenho-me esquecido de dizer que fiquei maravilhada com os desenhos lindos no empedrado dos passeios centrais da Avenida, visíveis na belíssima foto que publicou. Os estrangeiros ficam encantados com os desenhos nos nossos passeios, ainda hoje - chamam a Lisboa "uma cidade branca", lindo, não é? - que faria se tivessem visto aqueles passeios bem delineados e os respectivos desenhos.

Não me lembro deles, devem tê-los destruído há muito tempo. Penso que quando alargaram todo (ao) aquele espaço para dar lugar ao cada vez maior trânsito automóvel.
Maria
De Bic Laranja a 4 de Março de 2021
Não cuido que hajam desaparecido. Afinal não lhe descobriram (ainda) pergaminhos coloniaes… Mas não ponho as mãos no fogo pelo seu bom estado de conservação.
Cumpts.
De [s.n.] a 2 de Março de 2021
Julgo que esse Palácio, na Rua de São José-Largo da Anunciada, esquina com o Elevador do Lavra, também pertence/eu aos Correios.
Mas esse Palácio, ainda com a fachada seiscentista, é conhecido como o Palácio do Lavra, por ter pertencido a Manuel Lopes Lavre, mais tarde o Lavra, que até deu nome ao Elevador.

Cumpts.

Comentar

Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
15
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante



Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Firefox contra o Acordo Ortográfico
Fugas do meu tinteiro
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Kruzes Kanhoto
Lisboa
Lisboa Actual
Lisboa de Antigamente (pub)
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Perspectivas(pub)
Planeta dos Macacos (O)
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.