2 comentários:
De [s.n.] a 13 de Maio de 2016
Continua a beleza das fotos. As vezes que passei por todos esses locais não têm conto. A calma vivência do dia-a-dia, a satisfação (inexplicável) de entrar numa Pastelaria para lanchar ou só tomar café ou chá, a alegria de viver, a segurança nas ruas e por todo o lado e a ausência de qualquer espécie de medo - em que nem se pensava por inexistir e por isso mesmo nunca se lhe deu o devido valor, só hoje é possível fazer uma comparação e não há comparação possível.
Que saudades desses tempos tão felizes.
Maria
De Bic Laranja a 15 de Maio de 2016
:)
Cumpts.

Comentar