6 comentários:
De Valdemar Silva a 3 de Fevereiro de 2018
Na primeira fotografia, o prédio de r/c e 1º. andar revestido a azulejos e já com 'os dias contados' ficava no cruzamento, nascente, na Rua José Falcão-Rua Francisco Sanches, zona da Praça do Chile, e nos inícios dos anos 60, do século passado, ainda o conheci. Não era lá muito bonitinho e já não se 'aguentava' com os outros prédios vizinhos, bem mais 'crescidotes', naqueles lados.
Na segunda fotografia, a Rua José Falcão, vista de nascente para poente. A Rua José Falcão começava na Rua Cavaleiro de Oliveira e acabava na Rua Alves Torgo frente à Igreja de Arroios.
Conheci bem toda essa excepcional zona de Lisboa.
Cumpts.
Valdemar Silva
De Bic Laranja a 4 de Fevereiro de 2018
Ah! Uma memória viva do que é hoje impossível em Lisboa: um r/c e 1.º andar (ainda no ano passado demoliram um em bom estilo de palacete no gaveto SE da Andrade Corvo com a Dr. Sousa Martins).
Este não era dos mais jeitosos, mas os azulejos (nomeadamente os de friso) com que o procuraram enobrecer ainda o alcatruzavam acima da modernice mais kitsch da actualidade: cubos de vidro ao melhor gosto eurocaixilho do escol da pato-bravice dominante.
Conjecturo que haja sido dos primeiros do alargamento da José Falcão para Nascente da Almirante Reis e da Francisco Sanches para Norte, c. de 1915, a cuidar duma escritura de cedência de terrenos para o efeito arquivada na Câmara. Os grandalhões hão-de ter vindo ao depois fazer-lhe sombra, lá pelos anos 20 dentro, ou anos 30.
Mas até nisto de arquivos e memória é este prèdiozinho um patinho feio: o processo de obra que lhe diz respeito arquivado no município só consta duma entrada a dizer «demolido» e (isto é sintomático) tem n.º de obra mais moderno que o prédio que lhe sucedeu no lugar. Ou seja: não há proc.º de obra original e o que sobra é um registo avulso.

Cumpts.
De Joe Bernard a 5 de Fevereiro de 2018
A D O R E I ver o pessoal praticamente todo de chapéu!.
Também gostei de ver as ruas desertas de automóveis ou praticamente.
Outros tempos.
De Bic Laranja a 5 de Fevereiro de 2018
É verdade. Que diferença !
Cumpts.
De Jigajoga a 14 de Fevereiro de 2018
Uma curiosidade a assinalar na primeira foto: casas com "escritos"... ! nos dias de hoje seria um catrapázio de uma imobiliária...
De Bic Laranja a 14 de Fevereiro de 2018
É verdade!
Cumpts.

Comentar