4 comentários:
De Marcos Pinho de Escobar a 20 de Maio de 2014
Belas encadernações ali ao fundo, Caro Bic.
Abraço amigo.
De Bic Laranja a 23 de Maio de 2014
Umas «Jornadas» de Brito Camacho, duas primeiras edições de Torga («Vindima» e «Novos Contos da Montanha»), «A Estrada de Sacavém» (uma raridade olisipográfica, eu me parece) e 3 vols. das «Ruas de Lisboa» de Gomes de Brito.

Estão as encadernações bem para os livros, perdoe-se-me a vaidade.

Cumpts.
De [s.n.] a 20 de Maio de 2014
Que lindos malmequeres (pode grafar-se assim?...) e pelo seu belo aspecto, que bem cuidados deverão ter sido antes de colhidos e colocados na jarra:)
Parabéns ao seu ou sua cuidador/a.

E esse candeeirinho mesmo ao lado, é daqueles que em tempos idos eram a petróleo? Parece. Pergunto, porque acho-lhes muita piada, tenho prà'qui dois desses bem antiguinhos e bem bonitinhos.
Maria

De Bic Laranja a 23 de Maio de 2014
«Malmequeres» deve grafar-se assim. Por acaso fui eu que os pus na jarrinha; os pombos resoveram espojar-se no vaso e partiram-lhes o caule. Assim salvaram-se.

O candeeirinho é uma miniatura que alguém nos trouxe da Tunísia. Mas há tenho aqui um à janela que a minha mãe guardou de meu avô. Ainda me não lembrou de o fotografar.

Obrigado!

Comentar