Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2016

Apocalipse com pés de môlho

 Estamos condemnados.
 Por causa das alterações climáticas inculcaram hoje os menestreis da emissora doutrinadora nacional o nível da água do mar subiu mais no século XX do que nos últimos três mil anos e o ritmo continua a acelerar.   O apocalipse pós-industrial vem num estudo de dois (tantos?!) scientistas amaricanos publicado na revista da Academia Americana das Sciencias. Vamos acabar todos com os pés de môlho e a agua pelo umbigo (os mais altinhos pelo doisbigo) até ao fim do seculo. — Bom, os que sobreviverem.
 A menos que... 
 A menos que o Mundo siga a catechese da conferencia do clima de Paris e pratique devotadamente o sancto rito de abolir o carvão e os hidrocarbonetos na indústria. Ahi sim, ficar-nos-ha a agua só pelos joelhos, que é bastante menos perigoso.
 Quere-se dizer: estamos safos.

IMG_0661.JPG


 A imagem é uma recreação verosimil da Olisipo romana, há dous mil anos, quando o Tejo (e o mar) entrava pela Baixa e dava pelo umbigo ao Rossio. Hoje, como sabemos, subiu já além do Caes do Sodré e continua a acelerar. Há-de ser por isso que construiram ali o Observaorio Europeu da Toxicodependencia, mesmo mesmo sôbre a maré alta.

 

(Revisto.)

Escrito com Bic Laranja às 09:01
Verbete | comentar
10 comentários:
De Josephvss a 23 de Fevereiro de 2016
Today’s Sea Level Fraud From The University Of Colorado...

https://stevengoddard.wordpress.com/2016/02/23/todays-sea-level-fraud-from-the-university-of-colorado/
De Zephyrus a 24 de Fevereiro de 2016
Na realidade há séculos que a terra avança sobre o mar em Portugal e no Sul de Espanha. Um exemplo. Se formos a El Rompido, na província de Huelva, veremos uma torre seiscentista que defendia a costa e agora está a dois quilómetros do mar. Mais exemplos. Castro Marim já foi uma ilha à beira do oceano. As ondas batiam perto da elevação onde está agora Tavira e mais tarde bateram perto do Forte do Rato, que está agora bem distante do mar. Parte das zonas arenosas do litoral Centro que estão agora com pinhais foram roubadas ao mar em tempos históricos. A acumulação maciça de sedimentos no litoral, trazidos pelos rios após a desflorestação total que sofreram as nossas serras, planaltos e peneplanícies desde a introdução da pastorícia, é responsável por este avanço da terra sobre o mar que ainda continua.
De Bic Laranja a 24 de Fevereiro de 2016
Sim. Mas isso não importa; importa é quando o mar galga o litoral. Adequam-se as provas à tese e não a tese às provas. O fenómeno geral é de fluxo e refluxo e as variáveis são numerosas. Como o acaso. Mas os menestréis do fim do mundo decompõem-no nos elementozinhos mais convenientes ao susto colectivo e dão música aos povos. Muitos assim se convencem, o catecismo resulta. O que tem graça é que há 30-40 annos a música era outra; íamos a caminho da glaciação. Sabujice de memória custa e vistas grossa.
Cumpts.
De Zephyrus a 24 de Fevereiro de 2016
A sabedoria dos nossos antepassados recusava a construção de obra humana em vales ou perto do mar. Tal ficava para as classes mais baixas. A partir dos anos 70 algo mudou nos portugueses e começou uma ocupação maciça e selvagem da costa. Um exemplo paradigmático: a ocupação da Ilha de Faro. Depois de vez em quando vem um temporal e o povo pede ajudas do Estado. E o Estado dá. Conheço moradias com fundações dentro do leito de rios e ribeiras. Estão à espera de serem levadas pela enchente. Um dia serão. Depois dirão que a culpa é de quem? Tudo construído a partir dos anos 70. Irra. Parece que Portugal morreu e agora fomos «possuídos» por um demónio.
De Bic Laranja a 26 de Fevereiro de 2016
Os antigos não eram tolos. Nem estavam toldados dos milagres da technica ou dos da salvação do Estado. Percebiam os limites destas cousas e tomavam cautelas. Do mar vinham a furia dos elementos e dos homens com a pirataria. Tudo isso, nem esquecido está, pois não foi nem ensinado a quem quere vida descuidada á beira-mar plantado.

Cumpts.
De JPG a 24 de Fevereiro de 2016
Fala um climatologista brasileiro no "Programa do Jo": https://www.youtube.com/watch?v=3_GPLlJv6x0
Chamo a atenção para a explicação radical e definitiva daquilo que é o "buraco do ozono" (fim das patentes dos CFC), em que consiste o IPCC da ONU (tachos) e, em suma, como se pode e deve traduzir a expressão "aquecimento global": aldrabice geral.

Recomendo vivamente o "blog" de um engenheiro português, infelizmente já falecido mas cujos escritos continuam actualíssimos: "Mitos Climáticos"
http://mitos-climaticos.blogspot.pt/

De Bic Laranja a 25 de Fevereiro de 2016
Tudo isto tem muito (pouco) que se lhe diga. Mama. Pois que chuchassem, mas sem nos ferrarem todos por tolos. É demais, caramba!
Cumpts.
De Joe Bernard a 24 de Fevereiro de 2016
Curioso... na ilha de Santa maria, por exemplo, o nível do mar baixou cerca de 100 metros. Porque seria? Alguém puxou a válvula???
De Bic Laranja a 25 de Fevereiro de 2016
Insuflaram a ilha. Possìvelmente com CO2.
Cumpts.

Comentar

Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
17
19
21
23
26
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____