2 comentários:
De gato a 6 de Agosto de 2018 às 11:42
No tal do ar e do mar (esqueceram-se que há terra) os disparates são diários.

Em 1861 surgiu o Observatório da Tapada, oficialmente designado por Observatório Astronómico de Lisboa. Após análise de vários locais, decidiu-se pelo sítio conhecido por Alto da Eira Velha, na Tapada da Ajuda, então pertencente à Casa Real.
Passou a pertencer à Universidade de Lisboa com a extinção do INIC em 1992, e foi integrado na Faculdade de Ciências por deliberação do Senado Universitário em 20.Out.94 — vejam lá...
Nesta Tapada da Ajuda nasceu o primeiro serviço meteorológico com regras: v.g., a temperatura era medida um metro acima dum solo relvado, na sombra de árvores nativas.

Claro que na Portela de Sacavém a temperatura será sempre mais elevada do que no Cais do Sodré ou em Belém. Os actuais (responsáveis?) do tal do ar e do mar, só apreciam os 'alertas' — mesmo que sejam verdes... É a sua vã glória.

Existe uma Organização Mundial de Meteorologia, criada pela Onu e sediada em Genève (tinha que ser). Diariamente, quase todos os países da Onu enviam para lá, os dados das suas estações meteorológicas. Em troca, recebem os dados ali colectados, incluindo os de várias redes de satélites.

Assim o tal do 'ar e do mar' tem os mesmos dados que centenas de profissionais doutros locais por este mundo fora. O tal dá-lhes tratamento e interpretação que me envergonham.

Para mim, uso:
Inst. Sup. Técnico. Em:
http://meteo.tecnico.ulisboa.pt/forecast/resume

Norge Meteo Institute. Em:
http://www.yr.no/place/Portugal/Lisboa/Lisbon/

Time and Date. Em:
http://www.timeanddate.com/weather/portugal/lisbon

Claro que neles tem-se a possibilidade de consultar outros locais. Mas o IST só dá o Continente e as Ilhas.
O Time and Date tem a possibilidade de informar sobre algum passado.
Claro que tem que se aprender como navegar em cada um.

Perdoem o longo texto.
ea
De Bic Laranja a 6 de Agosto de 2018 às 20:52
Agradeço o seu comentário. Deveras interessante e com boas remissões a explorar.
Cumpts.

Comentar