6 comentários:
De Joe Bernard a 30 de Março de 2015
Eu conheço o Marcelo desde os meus tempos de liceu. Andamos juntos no Pedro Nunes, embora com um ano de diferença.
Realmente ele é o "Professor Sabe-Tudo"...
O Zandinga ao pé dele é um aprendiz...
Enfim...
De Zephyrus a 31 de Março de 2015
Sempre desconfiei de homens que falam muito.

Houve um comunicador de outra natureza, o Professor José Hermano Saraiva, que sendo historiador dedicava-se à divulgação do ramo do conhecimento que dominava.

Já o Professor Marcelo inscreve-se noutro tipo de personalidade. Fala de tudo um pouco, e não raras vezes não domina as matérias em causa. E «vende a alma» em prejuízo dos interesses dos portugueses, para agradar a grupos de interesse.

Para além disso, os que partilham o seu tipo de personalidade adoram câmaras. É a vaidade, a vaidade...
De Bic Laranja a 31 de Março de 2015
Em suma, um toleirão oferecido, bom para a «Abril-hantar» salões. Nada que nos sèriamente sirva.
Cumpts.
De Inspector Jaap a 31 de Março de 2015
Este está como o "Rolha" em 75, lembram-se?
Flutua sempre e independentemente das circunstâncias da água e vai sempre para o lado da corrente (que ele pensa) mais forte.
Cumpts
De Bic Laranja a 31 de Março de 2015
A cortiça tem propriedades louváveis. Mas a extensão da sua aplicação atinge absurdos...Cumpts.
De Marcos Pinho de Escobar a 1 de Abril de 2015
Sim Senhor! O Só-crash terá escrito o livro, quiçá um dia de domingo, o prôfêçô dôtô Siuva dos Brazis - aquele que se ufana de ser analfabeto - é o autor do prefácio, escrito com o pé. E o saudoso Parafuso de Moçambique terá realizado a revisão... "o que é que vôcê vai fazê nos domingo dji tardji?"...
Abraço amigo.

Comentar