Sábado, 14 de Março de 2020

Os T.A.P. fazem 75 anos

DC-4 Skymaster, Schiphol (A. /id., 1947)
Douglas DC-4 Skymaster, Schiphol, 1947.
Fototipia animada dum original de A. n/id. no Museu da T.A.P.

Escrito com Bic Laranja às 09:30
Verbete | comentar
11 comentários:
De [s.n.] a 15 de Março de 2020
Desculpe sair do tema, mas como sei que gosta da voz da Shirley Bassey e como não tem publicado ùltimamente vídeos de outras grandes cantoras desses tempos, eis por que lhe sugiro uma cuja voz ainda considero lindíssima e que foi um sucesso enorme em todo o mundo, Portugal incluído.

É um facto que estamos perante vozes belíssimas d'outrora, algumas dos anos 60/70 e talvez oitenta. Por isso lembrei-me de outra cantora fantástica com uma voz romântica maravilhosa, que sendo embora brasileira tinha o mesmo carisma e tanta ou mais sensualidade que a Bassey. Maysa Matarazzo.
Ouça-a nos primórdios da sua carreira, por exemplo no extraordinário "OIÇA" - uma da suas primeiras gravações, senão mesmo a primeira, que foi um exito estrondoso a nível mundial - Portugal incluído - e depois diga-me se gostou.
Maria
De [s.n.] a 16 de Março de 2020
Já a ouviu? Dê uma olhadela à genealogia de Maysa, 'tá bem?
Maria
De Bic Laranja a 16 de Março de 2020
Já ouvi. Desconhecia.
Chamou-me a atenção a pronúncia mais próxima da nossa, muito menos cerrada da dos brasileiros de hoje cheia de tchi tchi tchi. Já tinha reparado no caso noutros cantores brasileiros anteriores a 1950-60 e de que me não lembro agora.
Li agora a biografia.
Sou um completo ignorante do Brasil. Como o brasileiro comum sobre Portugal, aliás.
Cumpts.
De [s.n.] a 16 de Março de 2020
Não me referia à biografia, aliás impressionante, já que ela, muito inteligente, escreveu 30 das suas canções e começou a fazê-lo desde os 17 anos. Isto além das outras dezenas que continuou a interpretar da autoria de colegas e amigos, até morrer tràgicamente num desastre de viação a caminho da sua casa em Maricá.

Eu referia-me à genealogia pròpriamente dita. Não descobriu algo na mesma que (parcialmente) já é do seu conhecimento?
Maria
De Bic Laranja a 16 de Março de 2020
Descobri, sim. Na biografia vem referido.
Cumpts ;)
De [s.n.] a 16 de Março de 2020
Duplamente prima, pelo lado materno e paterno.
Maria
De Bic Laranja a 17 de Março de 2020
De [s.n.] a 17 de Março de 2020
Não se ria! É a sério:)
Maria
De Bic Laranja a 17 de Março de 2020
Não me ria. Antes sorria.
:)
De Bic Laranja a 16 de Março de 2020
Uma vida complicada!…
De [s.n.] a 18 de Março de 2020
Foi de facto muito complicada, como diz.

Vamos lá aclarar conceitos.
Maysa conduzia sózinha o carro que se despenhou. Após a autópsia não foi encontrada droga ou alcoól no sangue. Depois que ela se dedicou à vida artística, esse meio foi propício ao que se seguiu: alcoól, drogas, depressões e o progressivo declínio físico e intelectual.

O mal de Maysa foi ter-se separado do marido, que a adorava mas que não concordava que ela se dedicasse às cantigas. Porém o sucesso que obteve com a primeira canção OUÇA (ainda casada) e a chuva de propostas imeditas para actuar em espetáculos e gravar discos foram tantas que ela não resistiu. Maysa casou com dezassete anos e André Matarazzo tinha mais vinte.

Ao primeiro Matarazzo o Rei Victor Manuel outorgou o título de Conde, mas fê-lo só depois de Matarazzo ter-lhe prometido que doaria aos Estados Unidos dez milhões de dólares. E ele assim fez. Ele era imensamente rico, possuía mais de 100 milhões.

Maysa era doutra estirpe, os seus pergaminhos familiares vinham de séculos. O seu Bisavô paterno era Barão de Monjardim. Em São Paulo há Palácios (ela nasceu num deles - mais tarde transformado em Museu), Ruas e Largos que conservam o nome de família.

O 1º. Conde de Matarazzo era de tal modo rico e poderoso que mandou abrir uma avenida e construir um caminho de ferro que ligava directamente à sua imensa propriedade.

---
Ressalva: Maysa começou a escrever as letras das suas primeiras dezenas de canções aos 13 anos e não aos dezassete, conforme escrevi por distracção.
Maria

Comentar

Agosto 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____