6 comentários:
De MCV a 26 de Maio de 2015
E vejo a minha rua lá bem ao fundo.
Fico assim a saber que a sua construção é anterior a muita coisa com o mesmo aspecto que por ali há.
Obrigado.
Abraço
Manuel
De Bic Laranja a 27 de Maio de 2015
Foi um prazer
Obrigado eu!
De JMN a 27 de Maio de 2015
Bela imagem!
Quanto às Portas, penso que ainda é possível ver pelo menos o topo da porta Sul, pouco antes de uma fiada de casas térreas (perto de uma zona com aspecto industrial) que, de acordo com as fotografias aéreas disponibilizadas pelos mapas "Bing", ainda lá se mantêm.
Por outro lado, será que, ao centro da fotografia, pouco acima dos arcos do aqueduto, se vê o que o quartel actualmente ocupado pelos Comandos e que, tanto consegui apurar, foi construído nos anos 50 para albergar o Regimento de Infantaria n.º 1?
Cumprimentos,
JMN
De Bic Laranja a 27 de Maio de 2015
É verdade. Vê-se lá o castelinho, vê.
As instalações militares na Amadora tiveram aeronáutica pelos anos 20 e 30. Depois não sei. Lá onde as refere são mesmo elas, possìvelmente já com o R.I. n.º 1.
Grato da informação.
De javal a 14 de Agosto de 2016
Bom, as Garridas não eram azinhaga, nem tinham bairro. Eram estrada, tal como ainda consta no bocadinho sobrante que refere. Tinham apenas uma dúzia de casas uni-familiares, do lado esquerdo de quem subia para a Buraca, direito à passagem de nível que bem refere e um casarão de primeiro ou segundo andar, que teria sido o edifício principal de uma quinta desaparecida, com um pátio interior e várias edificações mais pequenas, todas elas habitadas. O lado direito, foi quinta murada até à construção de Santa Cruz.
Antes da Calçada do Tojal, isto do lado direito da Estrada de Benfica, divisa-se a Rua dos Arneiros, que até há pouco tinha, essa sim, sido travessa e a Rua Cláudio Nunes, que levava as gentes até à porta de cemitério.
Para lá da Calçada do Tojal e até à Estrada Militar, muito pouco haveria construído, por esse tempo.
É talvez importante sublinhar que, a grande quinta que se vê à direita em primeiro plano, a Quinta da Granja, ainda se mantém, embora amputada de uns bons bocados, mas com outros que a foto não abarca e que incluem todos os edifícios da quinta. Uma parte deles são hoje utilizados para turismo de habitação.
A quinta ainda se estende até quase à perpendicular da Gomes Pereira, em cujo cruzamento nasceu a Avenida do Uruguai.
Cumprimentos.
De Bic Laranja a 16 de Agosto de 2016
Muito obrigado de nós precisar melhor a fotografia. É preciosa a descrição da Estr. das Garridas, de que pouca ou nenhuma memória sobra. Há uma imagem que vi em tempos no archivo municipal referida vagamente a Benfica é que conjecturo ser da Estr. das Garridas. Deixe-me ver se a acho para tornar-lhe aqui com ela. Talvez a possa confirmar.
Cumpts.

Comentar