9 comentários:
De Pedro Nogueira a 23 de Fevereiro de 2020
Ainda não me cansei de ouvir Shirley Bassey.
Em algumas canções, a Amy Winehouse faz-me lembrar a voz dela.
De Bic Laranja a 23 de Fevereiro de 2020
A Shirley Bassey é um mito. A Winehouse é uma espécie de mito, muito mais hodierno. Mas hei-de ver isso.
Cumpts.
De Bic Laranja a 23 de Fevereiro de 2020
Obrigado!
Gostei da cançoneta. Não conhecia.
Mas, não achei semelhança, embora confesse que a repelência das ferragens e das pinchagens no cabedal me possam toldar uma melhor apreciação. O próprio timbre de voz da 🍷 🏠 nunca me cativou. Daí…
Cumpts.

De [s.n.] a 24 de Fevereiro de 2020
Um meu irmão, já falecido, adorava esta mulher, não se cansava de a ouvir e de lhe tecer elogios pela - segundo ele - sensualidade como entoava cada frase, mas também pelo seu aspecto físico. Eu também achava que ela cantava lindamente e gostava de a ouvir.
Maria
De Bic Laranja a 24 de Fevereiro de 2020
Marcou uma era.
Cumpts.
De Bic Laranja a 24 de Fevereiro de 2020
Marca. Está viva.
Cumpts. :)
De [s.n.] a 24 de Fevereiro de 2020
Isso é que é adoração, hein?!
:)Maria
De Bic Laranja a 26 de Fevereiro de 2020
Nem tanto. Referia-me aos filmes do 007 e a esse clima que é muito daquela era. Nos anos 70 acabou. O «Moonraker» é prova.

Comentar