Sábado, 27 de Junho de 2015

Via transviada

machina.jpg

 

Faz-te mercê, barão, a Sapiência
Suprema de, cos olhos corporais,
veres o que não pode a vã ciência
dos errados e míseros mortais.

Os Lusíadas, X, 76.


 Renato Epifânio tem uma coluna n' O Diabo: «A Via Lusófona». -- Só este nome...

 Renato Epifânio publica esta semana uma «Carta Aberta ao Ministério da Educação do Governo de Portugal» (O Diabo, 23/VI/15). Saúda, em associação à Associação de Professores de Latim e Grego, a pretensão do dito Ministério de desenvolver um projecto de Introdução à Cultura  e Línguas Clássicas. -- Note o benévolo leitor bem: a pretensão de desenvolver um projecto de Introdução à Cultura e Línguas Clássicas... -- i.é, a vontade (uma ideia) de um projecto (outra ideia), a ser desenvolvido (que não existe senão em ideia, portanto), ao que se seguirá levar a cabo a introdução duma disciplina (a realização, finalmente...) de... Introdução à Cultura e Línguas Clássicas. Não será pròpriamente uma disciplina de Cultura e Línguas Clássicas, mas uma disciplina de Introdução, um intróito em jeito de sucedâneo.
 Menos mal. À falta da mestria (i.é, saber consolidado com aptidão de fazer obra e que se traduz em português pelo poético know-how), saúde-se, pois, a funda elaboração teórica da ideia duma vontade de fazer um projecto de ensinar pela rama cultura e línguas clássicas aos meninos da escola primária. Ou do ensino básico...

 Renato Epifânio afirma (bem) que Portugal deve preservar a sua matriz cultural... contrariando uma certa inércia para o esquecimento histórico, bem patente, por exemplo na diluição da raiz etimológica de grande parte do nosso vocabulário que o novo acordo ortográfico propõe.
 Na última parte, porém, é que Renato Epifânio é fraquito: a certa inércia para o esquecimento histórico não é inércia, é trabalho empenhado de apagar a memória histórica; e tal labor é (tem vindo a ser) levado a cabo com afinco; quem dera fosse, como lá atrás, mero pregão da pretensão de desenvolver um projecto de -- neste caso agora -- esquecimento histórico (não passaria de uma ideia...) E somando-lhe a diluição da raiz etimológica de grande parte do nosso vocabulário não é, como o Epifânio diz, o novo acordo ortográfico que propõe; o verbo é mais imperativo e o seu agente é feroz e empenhado no propósito: é como o Governo de Portugal e o respectivo Ministério da Educação -- a quem Renato Epifânio se meigamente dirige -- ditam, impõem.

 Renato Epifânio afirma ao depois (bem, também, mas todavia aquém...) que Portugal deve renegar a saloiice de atitudes como a do bom aluno europeu que sucessivos governos assumem (pior, digo eu, fomentam e elegem em doutrina) a olhar de baixo os restantes povos europeus, concluindo que, não temos, em suma, de sentir um complexo de inferioridade em relação a qualquer outro povo deste nosso comum continente.
 Muito bem, muito bem! Mas... mal se enxerga Renato Epifânio. -- Que faz ele para aí com o qualificativo «lusófono/a»? -- Não encerra este termo todo um sentido de diluição e complexo de inferioridade em relação a qualquer povo daqueloutro nosso comum Mundo Português? -- Não é a Via de Renato Epifânio «lusófona» por medinho de afirmar-se portuguesa em toda a sua dimensão material e espiritual, ou seja Lusíada?

 Enquanto não puxar pela mioleira bem pode Renato Epifânio prosseguir nas (trans)vias da luso-fonia cujo literal significado mais não será que luso-gargarejo: ou seja, a velha e vernácula garganta!


(Imagem: Tétis revela a Gama a máquina do Mundo. Carlos Alberto, óleo s/ tela (?) da colecção do autor, in Os Lusíadas de Luis de Camões ilustrados por Carlos Alberto Santos e anotados por João Manuel Mimoso.)

Escrito com Bic Laranja às 13:47
Verbete | comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____