6 comentários:
De Joe Bernard a 15 de Fevereiro de 2015
Mais grave: Além de ser um imposto disfarçado, como o "imposto verde" nos combustíveis, é mais a prova provada que o 1º Ministro é um mentiroso, quando afirmou que em 2015 não iria haver aumento de impostos.
Mas sabemos que o dito é um mentiroso compulsivo, tal e qual o seu gémeo nº 44!
Pior ainda: Desses "impostos verdes" uma percentagem ínfima vai para a defesa do ambiente!
A percentagem e sua repartição das receitas resultantes da cobrança da contribuição sobre sacos de plástico constitui receitas, respectivamente para:
a) 75 % para o Estado;
b) 13,5 % para o Fundo para a Conservação da Natureza e da Biodiversidade;
c) 8,5 % para a Agência Portuguesa do Ambiente;
d) 2 % para a Autoridade Tributária;
e) 1 % para a IGAMAOT - Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território.
De Bic Laranja a 15 de Fevereiro de 2015
Estes mandaretes, além da missão que os poderes internacionais lhes dão, têm carta branca no mais para calcarem o indígena no que lhes melhor sirva. Um inferno, esta escumalha!
Cumpts.
De Real a 16 de Fevereiro de 2015
Boa noite,

lembro-me bem dessas notas de 20$00 e dumas com o Almirante Gago Coutinho. Salvo erro saíram de circulação em 1985/86 para dar lugar às moedas. Lá está, essas notas vinham ainda do tempo obscuro da longa noite fascista, logo era para apagar.
De Bic Laranja a 18 de Fevereiro de 2015
Respondido.
Cumpts.
De Real a 18 de Fevereiro de 2015
Bom dia,

estava convencido que essas notas eram pré 74. Estava enganado, obrigado por mais uma lição de História caro Bic .

De Bic Laranja a 18 de Fevereiro de 2015
Obrigado eu do mote.
Cumpts.

Comentar